Entretenimento

A nova investida na franquia dos Caça-Fantasmas

Manter a chama acesa da franquia de Os Caça-Fantasmas é algo que, desde o lançamento do segundo filme em 1989, vejo Dan Aykroyd tentar levar à frente. Já perdi a conta das inúmeras investidas que o criador, astro e produtor da franquia fez para emplacar um terceiro filme.

Várias ideias de roteiro foram apresentadas, mas o projeto não conseguia ir para frente de jeito nenhum. Boa parte do atraso no projeto era por causa da relutância de Bill Murray em reprisar seu papel como Peter Venkman. Até que, no final de 2012, o diretor Ivan Reitman começou a considerar a hipótese de se fazer um remake. No primeiro semestre de 2013, Dan Aykroyd começou a trabalhar em outras ideias de roteiros com alunos da Universidade de Columbia em cima de projetos dos mesmos. A intenção era formar uma nova equipe de Caça-Fantasmas. Ele chegou até a colocar Venkman no script para o caso de Murray topar retornar ao papel.

A coisa complicou ainda mais em fevereiro de 2014 com o falecimento de Harold Ramis, o outro criador dos personagens e intérprete do Dr. Egon Spengler, por conta de complicações geradas por uma vasculite inflamatória autoimune, doença que afetava o artista desde 2010. O roteiro do terceiro filme teve que ser reescrito e muita coisa foi alterada até que, em março de 2015, Ivan Reitman anuncia que não iria mais ficar a cargo da direção. Daí, o projeto atrasou mais uma vez até que a Sony Pictures encontrasse um novo diretor.

Então, chega às telonas As Caça-Fantasmas em 2016. O filme trata-se de um ‘reboot’, agora com uma equipe feminina. Apesar de ser um filme bem divertido, contar com o elenco dos filmes originais fazendo pontas e ser indicado a vários prêmios, grande maioria do público não aprovou o que acabou ‘flopando’ qualquer possibilidade de uma continuação desta renovação da franquia. Não existe um motivo claro para o suposto fracasso do ‘reboot’. Muitos dizem que é porque o filme é ruim, muitos dizem que foi mais uma forçada de barra para lacração… enfim, as justificativas foram muitas mas nenhuma que explique sua impopularidade de fato. A única coisa certa foi a sensação broxante após a rejeição do público às novas Caça-Fantasmas. Restava nos contentarmos com os quadrinhos publicados pela editora IDW, que está fazendo um ótimo trabalho com seus títulos inspirados na franquia, inclusive, o mais recente é um crossover com os Transformers, onde o Ecto-1 se torna um Autobot, o que rendeu até uma figura vendida pela Hasbro.

A nova investida na franquia dos Caça-Fantasmas

A luz no fim do túnel apareceu em janeiro deste ano, quando foi anunciado que Jason Reitman, diretor de “Obrigado Por Fumar”, “Juno” e filho de Ivan Reitman, tinha escrito um roteiro em parceria com Gil Kenan (diretor de “A Casa Monstro”, “Cidade das Sombras” e de “Poltergeist: O Fenômeno” de 2015) e iria assumir a direção da terceira aventura dos exterminadores de almas penadas e, agora, com o pai Ivan Reitman na produção. As filmagens começaram em julho deste ano em Calgary, no Canadá, e, desde então, Jason têm publicado constantemente fotos das filmagens em sua conta no Instagram, sem revelar muitos detalhes da história. O que sabemos da história até o momento foi o que o próprio diretor disse na Ghostbusters Fan Fest, realizada em junho em Culver City, na Califórnia. “Queríamos fazer uma carta de amor ao filme original. Eu não esperava fazer um novo filme dos Caça-Fantasmas. Achava que eu era só um cara ‘indie’ que faz filmes para o festival de Sundance. Mas, aí, esta personagem apareceu na minha mente. Era uma menina de 12 anos. Eu não sabia quem ela era ou por que ela apareceu na minha cabeça, mas eu a via com uma mochila protônica nas mãos. E eu escrevi esta história. Esta história começou a se formar há anos, na verdade. Começou com uma menina e, de repente, tinha uma família. E, no fim, eu sabia que este era o filme que precisava fazer,” declarou o diretor durante a convenção.

A nova investida na franquia dos Caça-Fantasmas

Pouca coisa se sabe sobre a história de Caça-Fantasmas 2020, como o projeto está sendo chamado, exceto o que Jason Reitman disse na Fan Fest. Em compensação, inúmeras fotos e vídeos das filmagens estão pipocando na rede muitas mostrando o Ecto-1 todo sujo e enferrujado circulando pela cidade e pontos da cidadezinha onde se passará a história (ao que parece, o filme não se ambientará em Nova York) cobertos de ‘ecto-plasma’. Fora isso, temos a divulgação do elenco principal que conta com a atriz-mirim McKenna Grace (fez a versão criança da Carol Danvers em “Capitã Marvel”), Finn Wolfhard (parece que as cenas de ‘Stranger Things’ onde ele aparece vestido como um Caça-Fantasmas acabaram sendo um prenúncio para seu papel) e Carrie Coon (a Margo Dunne de “Garota Exemplar” e voz de Proxima Midnight em “Vingadores: Ultimato”). Especula-se que os personagens de Grace e Wolfhard serão irmãos e filhos da personagem de Coon formando a tal família que o diretor mencionou no evento. Paul “Homem-Formiga” Rudd também estará no elenco e seu personagem será um professor, provavelmente, da escola dos personagens de McKenna e Finn. Bokeem Woodbine (Herman Schultz, um dos Shocker de “Homem-Aranha: De Volta ao Lar”) fará um xerife chamado Domingo. Por fim, Bill Murray (Peter Venkman), Sigourney Weaver (Dana Barrett), Ernie Hudson (Winston Zeddemore) tiveram suas participações confirmadas. Dan Aykroyd, além de estar diretamente envolvido na produção (pode ser visto em várias fotos nos sets, inclusive) também reprisará seu papel como Dr. Ray Stantz. Annie Potts (Janine Melnitz) também revelou estar envolvida no projeto. Especula-se até que Rick Moranis (Louis Tully) também fará uma participação no filme.

Os eventos de Caça-Fantasmas 2020 não levarão em consideração o ‘reboot’ de 2016 e se passará no mesmo universo dos dois filmes originais. Jason Reitman declarou recentemente que resgatou os rolos da duologia em busca de cenas que não foram usadas na edição final para aproveitá-las nessa nova aventura. Agora, muitas perguntas ficam no ar: qual é a relação da família protagonista com os caça-Fantasmas originais? Por que o Ecto-1 está com a configuração do filme de 1984 e não a do filme de 1989? Que tipo de evento paranormal ou fantasmagórico vai agitar a vida da cidadezinha do interior dos Estados Unidos onde se passará a história? Como os equipamentos foram parar lá, afinal? Muitas perguntas que só serão respondidas no dia 10 de julho de 2020, data de previsão de lançamento do filme na Terra do Tio Sam. Enquanto isso, ficaremos só na expectativa e com este teaser trailer.

A nova investida na franquia dos Caça-Fantasmas

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Aperte o Play