Filmes

It: Capítulo 2, uma nova obra-prima do medo

Stephen King é um grande escritor de terror e suspense, mas ele também tem ótimos livros de drama. It: A Coisa consegue unir os dois. O terror e o drama acompanhando a vida dos personagens.

Todos ali precisam lidar com seus dramas pessoais, que devem ser superados, e todos têm seus medos e questionamentos usados por Pennywise como forma de atormentá-los até o limite. É uma espécie de depressão em forma física, que faz com que você não consiga escapar e a morte seja o único fim aceitável.

It teve em 1990 uma minissérie para a TV estrelada por Tim Curry, que tinha suas limitações, ainda mais por ser feita para a televisão aberta. Mesmo assim, assustou muita gente quando foi exibida. Originalmente, a história se passa nos anos 1980, quando os adultos Mike, Ben, Richie, Beverly, Eddie, Stan e Bill descobrem sobre a volta de Pennywise à pequena cidade de Derry. A partir daí, vemos o grupo quando eram crianças tendo que lidar com o palhaço dançarino nos anos 1960.

Em 2017, a história virou um filme para cinema e foi dividida em duas partes, com o primeiro filme focando totalmente na parte das crianças, transportando-nos dos anos 1960 para os anos 1980: época que tem muito mais conexão com as pessoas de hoje e, além disso, está na moda.

O filme foi um sucesso de crítica e público e gerou uma grande expectativa para o Capítulo 2, trazendo um elenco sensacional com Jessica Chastain e James McAvoy, que são os principais nomes do elenco e entregam ótimas atuações. Bill Hader e James Hanson são o alivio cômico, melhor dupla, conseguem trazer a brincadeira dos personagens crianças para a versão adulta de forma espetacular. E completam o elenco Jay Ryan, Isaiah Mustafa e Bill Skarsgård, de volta como Pennywise, que manteve a atuação assustadora do primeiro filme.

It: Capítulo 2 consegue ser melhor do que o primeiro, mesmo tendo 2h50 de projeção. Não é cansativo e te mantém interessado o tempo inteiro. O filme tem seus momentos confusos, que demandam muita atenção do espectador, pois se você se distrair pode perder alguma informação importante. Esta segunda parte é mais expositiva, explica todas as pontas soltas do primeiro e ainda mostra as novas relações dos personagens.

Com uma ambientação que mantêm o estilo anos 1980, uma trilha que inspira lembranças de Goonies, Gremlins e até Indiana Jones, vai de terror, suspense, aventura até o épico. Como o filme ainda mostra vários flashbacks da época das crianças, a escolha de manter o estilo dos anos 1980 acerta em cheio no quesito estimular a nostalgia.

It: Capítulo 2 brinca ainda com a questão de que Stephen King não sabe terminar bem seus livros de terror ao colocar o personagem do James McAvoy como um escritor que tem o mesmo problema, e ainda nos brinda com uma piada interna envolvendo o próprio Stephen King (você saberá qual é quando vir o filme). Com bons momentos de susto, tensão e medo, e boas doses de aventura e humor, o Capítulo 2 vale ser visto no cinema. Assusta, diverte e fecha muito bem a história das crianças de Derry e o Palhaço Dançarino.

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



  • PATRICK ORLANDO

    Quero

Aperte o Play