Filmes

Jurassic World: Reino Ameaçado

Jurassic World: Reino Ameaçado

Nível Exemplar

Um espírito de Dino Crisis

(Jurassic World: Fallen Kingdom) – Ficção Científica. Estados Unidos, 2018. De J.A. Bayona. Com Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, James Cromwell, Ted Levine, Justice Smith, Geraldine Chaplin, Daniella Pineda, Toby Jones, Rafe Spall, BD Wong e Jeff Goldblum. 2h08min. Distribuidora: Universal. Classificação: 12 anos.

Uma coisa que Jurassic World tentou fazer quando estreou foi equilibrar os elementos familiares com as novidades da franquia. Jurassic World: Reino Ameaçado dá seguimento a essa proposta sem se ater demais às formas antigas. O filme poderia seguir um caminho natural para uma continuação dos tempos atuais e espelhar-se em O Mundo Perdido para reciclar ideias. Mas opta por não fazê-lo. É mais dedicado a construir seu próprio universo de dinossauros. O diretor J.A. Bayona aproveita-se da essência dos filmes antigos, mas não se contenta com isso. Insere novas perspectivas, misturando a ação com uma atmosfera mais sombria.

Após o fechamento do Jurassic World, um vulcão prestes a entrar em erupção põe em risco a vida na ilha. Não há mais presença humana no local e os dinossauros vivem livremente. Claire e Owen decidem retornar à ilha para salvar as criaturas, mas existem outros interesses por trás dessa missão.

A história apresenta certa sensibilidade com seus personagens e, principalmente, suas criaturas. Há elementos de forte emoção, especialmente com a velociraptor Blue, enquanto o espetáculo visual nos leva por cenas de terror dignas dos velhos filmes de monstros. Jurassic World, o primeiro, transformou seus dinossauros em personagens e concedeu-lhes valor emocional ao colocá-los como peças-chave nos acontecimentos e nas interações com os humanos. Reino Ameaçado reforça que, agora, os monstros não estão ali apenas para matar e devorar. Eles são parte de uma vasta fauna que compõe história e cenário. Eles metem medo tanto quanto nos inspiram afeição. Este é, talvez, o grande valor desta continuação.

Os humanos, contudo, ainda possuem seu tempo para brilhar. Chris Pratt e Bryce Dallas-Howard continuam divertidos com sua relação ora de animosidade ora de paixão, com a vantagem de que Claire tornou-se uma personagem muito mais forte (que desceu do salto, hahaha).

Jurassic World: Reino Ameaçado é basicamente isso, um filme de grandes proporções, momentos agradáveis de emoção, sequências de ação arrepiantes e uma atmosfera sombria o bastante para nos fazer experimentar aquela mesma sensação de horror dos velhos filmes de Jurassic Park. Mas é um fato que Jurassic World está seguindo seu próprio caminho, buscando novos rumos para a franquia. E há algo que me fez lembrar do game Dino Crisis, dos anos 1990. É uma associação minha, particular, e que me fez achar o filme muito mais atraente. Se você imaginou isso também, vem cá e me dá um abraço. Vamos torcer juntos por um terceiro filme futurista pós-apocalíptico com algo de Cadillacs and Dinosaurs. Seria lindo!

Jurassic World: Reino Ameaçado Alan Barcelos
Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Resenhas Populares

Carrie, a Estranha

Carrie, a Estranha

Nasce Uma Estrela

Nasce Uma Estrela

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

It: A Coisa

It: A Coisa

Planeta dos Macacos: A Guerra

Planeta dos Macacos: A Guerra

Aperte o Play