Multiverso

Lições do colecionismo

Lições do Colecionismo

Comecei a colecionar Transformers, de fato, entre 1999 e 2000. Ao longo dessa jornada, erros e acertos foram cometidos, mas o que fica, além do próprio item adquirido, é o aprendizado que se ganha com o colecionismo. É justamente este aprendizado que compartilharei com você, querido leitor do Nível Épico, na coluna de hoje.

Ter um hobby é algo muito saudável para qualquer ser humano, pois, ele funciona como uma espécie de “degustação dos pequenos prazeres da vida”, por assim dizer, e é até recomendado por psicólogos como uma forma de aliviar o stress e a pressão do dia a dia e também como auxílio para o desenvolvimento de diversas funções do nosso cérebro. Mas, quando se trata de colecionismo, para se ter o melhor aproveitamento do hobby, é necessário levar em conta alguns fatores para que esta atividade tão bacana não acabe se tornando um fardo ou uma fonte de stress e frustração na sua vida. Vamos aos fatores:


Tenha Paciência

Esta, sem dúvida, é a dica mais importante para quem quer iniciar uma coleção. É importante não ter pressa para se ter um item desejado. A oportunidade para tê-lo em sua coleção uma hora vai aparecer. Logo, não se deixe levar pela ânsia de ter logo o item, pois, das duas, uma: ou você vai acabar gastando um caminhão de dinheiro de forma desnecessária para adquiri-lo, ou você vai ficar frustrado por não conseguir encontrar o que tanto almeja. Como exemplo, uso um caso que aconteceu comigo: demorei uns dois ou três anos para conseguir o item que me faltava para fechar minha coleção de Transformers fabricados pela Estrela Brinquedos. Era um item bem raro, diga-se de passagem, mas, quando eu menos esperava, a oportunidade apareceu e consegui um item a um preço bem razoável.


Planejamento e Foco

Existe uma linha bem tênue entre o colecionador e o acumulador, daí a importância de se ter um certo planejamento e direcionamento da sua coleção. Quando se começa a colecionar, é sempre bom levar em consideração o espaço que você tem para guardar seus itens para que sua casa não vire um grande “quartinho de quinquilharias”. Obviamente, não precisa ser um planejamento minucioso que tenha prazos e metas a serem batidas. Apenas um direcionamento, já dá conta do recado. Por exemplo, a linha Transformers existe desde 1984, ou seja, temos aí 34 anos praticamente ininterruptos de itens sendo jogados no mercado. Não tem como dar conta de uma coleção tão grande se você não tiver um espaço proporcional à mesma para guardá-la. Além disso, escolha uma coleção que esteja de acordo com o seu orçamento. Fica extremamente inviável querer colecionar pinturas do Van Gogh, por exemplo, se seu salário mal dá para suprir suas necessidades básicas, não é verdade?


Estude e Pesquise Muito

Sem dúvida, este é um item que mais enriquece a jornada junto com a caçada. Estudar bem a coleção que você quer ter, não só facilita seu planejamento da mesma, como também vai lhe render um grande conhecimento para identificar as preciosidades com grande facilidade. Dependendo do que pretende colecionar, já existe no mercado bastante literatura focada em instruir e direcionar colecionadores. Além disso, temos uma ferramenta com uma vasta quantidade de informações disponibilizada para nós chamada “internet”. Sabendo como usá-la a seu favor, vai lhe render uma incrível jornada pelo conhecimento sobre sua coleção. Você ter conhecimento da história de origem de seus itens, não só agregará valor (e, não falo de termos financeiros aqui) à sua coleção, como também a você, colecionador, por conta de todo o conhecimento adquirido. A coluna que escrevi sobre os Transformers da Estrela foi um resultado de anos de pesquisa e estudo e, mesmo assim, sei que é muita pretensão considerá-la um “guia definitivo” sobre a linha, pois, sempre há a possibilidade de surgirem informações que enriqueçam ainda mais a história da mesma.


Tenha Contato com Outros Colecionadores

Uma das coisas mais legais do colecionismo é que ele, praticamente, cria um novo círculo social na nossa vida. Ter contato com outros colecionadores, não só é saudável por conta das novas amizades que irão surgir, como também, facilita não só a troca de informações como também aumenta a chance do item que tanto almeja aparecer no seu caminho. Aproveite a chance para melhorar ainda mais sua vida social e aprender mais sobre o hobby trocando informações e experiências com outros colecionadores.


Colecione Para Você e Não Para Os Outros

Ter uma coleção deve ser uma espécie de realização pessoal, algo que deve dar prazer e satisfação para quem coleciona. Só você pode saber quais são os itens que valem a pena fazer parte de sua coleção. Se quiser desembolsar uma quantia razoável para se ter um item cobiçado, que seja por fruto de sua vontade e de seu planejamento como colecionador e jamais para impressionar os outros visando reconhecimento social. Caso contrário, você vai ficar numa eterna busca por algo que nunca lhe será suficiente e, o que era para ser uma fonte de prazer e diversão, vira uma fonte de frustração.


Tenha Orgulho de Sua Coleção

Só você sabe o prazer que a jornada de se colecionar lhe proporcionou e, justamente por isto, não é justo deixar sua coleção dentro de caixas no fundo de um armário. Procure incluir no seu planejamento, alguma forma de deixar sua coleção à vista, exposta para que desperte em você toda a satisfação que ela lhe proporcionou durante a jornada nas vezes em que olhar para ela. Obviamente, deixe-a à vista de uma forma que a proteja o máximo possível da ação do tempo e da poeira, de preferência uma estante, uma cristaleira ou coisa parecida. É muito legal a sensação de se olhar para nossa coleção sempre que pudermos e bater aquela sensação de orgulho pela representatividade dela na nossa vida e essa é uma sensação que só quem é dono da coleção vai entender.

Por fim, deixo aqui o último ensinamento, me estendendo um pouco neste último item: aprenda a respeitar a coleção alheia. Por mais que a coleção do seu colega colecionador seja menor que a sua, isto não é motivo para desprezá-la, pois, você não sabe o grau de representatividade que ela tem para seu dono. Aprenda a admirá-la, pois ela é o orgulho de seu dono. Assim como, não se sinta intimidado ao se deparar com uma coleção maior que a sua. Você não sabe pelo que aquele colecionador passou para chegar onde chegou. Cada um tem sua jornada e procure viver a sua da melhor forma possível.

P.S.: A foto que ilustra o post é da coleção do norte-americano Michel Beckers, que conseguiu esse expositor fantástico na concessionária de automóveis onde trabalhava. Segundo o próprio, eles compraram um novo expositor e iam jogar o antigo fora. Daí, Michel resolveu dar um fim mais digno a ele. Muito legal, né?

Lições do Colecionismo

Compartilhe este Post

Posts Relacionados