Cinema

Assassinato no Expresso do Oriente

Crítica Assassinato no Expresso do Oriente

Nível Heroico

Nova versão de um clássico do mistério

(Murder on the Orient Express) – Mistério. Estados Unidos, 2017. De Kenneth Branagh. Com Kenneth Branagh, Johnny Depp, Michelle Pfeiffer, Daisy Ridley, Leslie Odom Jr., Manuel Garcia Rulfo, Judi Dench, Olivia Colmon, Penélope Cruz, Sergei Polunin e Josh Gad. 1h54min. Distribuidora: Fox Films. Classificação: 14 anos.

Quando anunciaram que seria feita uma nova adaptação cinematográfica de Assassinato no Expresso do Oriente, muitos fãs de Agatha Christie já começaram a se preparar para o que a produção seria. Mas você não precisa ter lido o famoso livro de 1934 para saber o que realmente precisa: quem é o assassino que Hercule Poirot procura?

Kenneth Branagh é o responsável pela direção do filme e também dá vida a Hercule Poirot, figura carimbada nas séries de livros da autora. Em Assassinato no Expresso do Oriente, Poirot está disposto a tirar um tempo de descanso de suas atividades como detetive, mas é claro que seus planos não funcionam da maneira como ele deseja: o detetive é convocado para uma nova missão. Disposto à aceitá-la, embarca numa viagem no luxuoso trem Expresso do Oriente rumo ao seu próximo trabalho.

Porém, durante o percurso, Poirot é surpreendido ao ter que retornar ao trabalho muito mais cedo do que esperava: um assassinato ocorre dentro do trem, forçando-o a entrar em uma investigação para solucionar mais um mistério.

À bordo do trem, temos um elenco de peso: além de Branagh, o filme conta com a presença de Johnny Depp, Daisy Ridley, Michelle Pfeiffer, Judi Dench, Penélope Cruz, Josh Gad, William Dafoe e outros. O elenco foi um dos motivos para que o filme fosse muito aguardado, mas mesmo com todos esses atores consagrados, é morno em determinados momentos, fazendo com que o espectador fique esperando alguma epifania a qualquer hora.

A excentricidade do protagonista é um ponto a ser destacado no longa. O perfeccionismo dele e a necessidade de se atentar a cada detalhe deixa vivo o personagem criado por Agatha Christie nos anos 1920. Poirot é o tipo de detetive que faz uma análise do ambiente para encontrar o que tem de diferente, qual a pista ninguém viu. E é exatamente assim durante a trama do assassinato no trem.

Não podemos deixar de falar sobre a principal mensagem do filme: afinal, o que é justiça? A dualidade trabalhada sobre o certo e o errado é o que prende o público até o fim, em meio a uma fotografia e efeitos que colaboram para que o enredo se desenrole na frieza das montanhas cobertas de neve do Leste Europeu onde o trem acaba encalhado.

Assassinato no Expresso do Oriente é o tipo de filme gostoso de assistir, inspirado em uma obra marcante, que até hoje está entre os clássicos do mistério. É diferente em vários aspectos do filme britânico de 1974, dirigido por Sidney Lumet e com Albert Finney no papel de Poirot, mas mantém a essência que fez a história se tornar um sucesso. Assim como todas as obras de Agatha Christie, você precisa estar atento aos detalhes para desvendar o que aconteceu, assim como faz o próprio Hercule Poirot.

Assassinato no Expresso do Oriente Nycole Reif



Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Inscreva-se no Canal

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

It: A Coisa

It: A Coisa

Planeta dos Macacos: A Guerra

Planeta dos Macacos: A Guerra

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Siga no Bloglovin’

Follow

Vem Com a Gente

Curta e Compartilhe

Aperte o Play

Nível Épico em Imagens