Cinema

Amityville: O Despertar

Uma jovem jornalista decide fazer uma reportagem para revelar todos os acontecimentos de Amityville, desde 1976. Ela chega ao local acompanhada de padres, outros jornalistas e de investigadores de atividades paranormais. No entanto, os fenômenos de antigamente voltam para assombrar os visitantes.

(Amityville: The Awakening) – Horror. Estados Unidos, 2017.

De Franck Khalfoun. Com Jennifer Jason Leigh, Bella Thorne, Cameron Monaghan e Jennifer Morrison. 1h25min. Distribuidora: Paris Filmes. Classificação: 14 anos.

Nível Exemplar

Amityville: O Despertar


O retorno da casa assombrada

A série baseada na história do Horror em Amityville, atualmente, conta com 18 filmes de terror, entre longas feitas para o cinema, para home vídeo e para a televisão. Os filmes focam nos eventos envolvendo uma casa assombrada em Amityville, Nova York, como contados no livro de Jay Anson, de 1977. O primeiro filme, de 1979, foi um grande sucesso de bilheteria e se tornou um dos filmes independentes de maior sucesso comercial de todos os tempos. Uma série de sequências foram sendo produzidas ao longo das décadas de 1980 e 1990, por vários distribuidores. Em 2005, um remake do primeiro filme foi lançado, com Ryan Reynolds e Melissa George nos papéis principais.

De 2011 para cá, outros filmes independentes de baixo orçamento foram lançados usando o nome Amityville e aspectos da trama original para contar suas histórias. Agora, surge Amityville: O Despertar, o primeiro grande filme da série a ser lançado no cinema desde o remake de 2005. Só que O Despertar penou muito para estrear. Anunciado em 2013 e filmado desde 2014, o filme sofreu com uma série de adiamentos e atrasos que quase o levaram a cair no esquecimento. Muitos já nem acreditavam que o filme um dia estrearia.

Não é incomum que os projetos de filmes fiquem empacados na fase de desenvolvimento e/ou tenham dificuldade para entrar em produção. Uma vez na produção, não é incomum que ocorram problemas adicionais, pois o elenco ou a equipe podem ser forçados a abandonar o projeto por vários motivos. O curioso de Amityville: O Despertar é que ele não teve quaisquer destas questões para enfrentar. O filme foi feito e estava tudo certo. Mas a Weinstein Company decidiu esperar, e foi priorizando outros projetos, deixando O Despertar para trás, até agora.

E depois dessa espera toda, o filme vale a pena? Você, eu e todo mundo fizemos esta pergunta em algum momento. Bem, a resposta é sim e não. O Despertar é escrito e dirigido por Franck Khalfoun, que é conhecido por ter dirigido Maníaco (2013), o que é um ponto a favor. Maníaco é um bom filme! Mas, como diretor, ele não faz muito. Nada há de notável em sua direção, que segue bastante as fórmulas dos filmes padrões de terror e, às vezes, é excessivamente dramática. Você sabe exatamente de onde virão os jump-scares.

O que funciona é sua escrita. Amityville: O Despertar explora conceitos e ideias instigantes. É inserido em um contexto mais realista, considerando que Amityville é baseado em fatos reais. Há algo de Wes Craven na forma como Khalfoun conta sua história, e isso funciona a favor do filme. Jennifer Jason Leigh, apesar subaproveitada, segura bem a condução, principalmente porque a novata, Bella Thorne, é fraca em seu desempenho. No final, O Despertar tem seu valor, mas não é tão forte para ressuscitar a franquia quanto esperava ser.

Amityville: O Despertar

Amityville: O Despertar

Amityville: O Despertar

Amityville: O Despertar Alan Barcelos



Compartilhe este Post

Posts Relacionados



  • Eduardo Gomes

    Quero assistir

  • João Paulo Serra Santiago

    Quero assistir

  • Rosângela Tardivo

    amei

  • Camille Tardivo

    Quero

Inscreva-se no Canal

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

It: A Coisa

It: A Coisa

Planeta dos Macacos: A Guerra

Planeta dos Macacos: A Guerra

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Siga no Bloglovin’

Follow

Vem Com a Gente

Curta e Compartilhe

Aperte o Play

Nível Épico em Imagens