Entretenimento

Morre aos 89 anos Roger Moore, o Espião Que Nós Amávamos

Roger Moore

O ator mais produtivo da série James Bond, Sir Roger Moore, faleceu aos 89 anos após uma curta batalha contra o câncer. A família de Moore emitiu um comunicado sobre o falecimento no Twitter do ator.

Nascido em Londres em 1927, Moore trabalhou como modelo até o começo dos anos 1950, até assinar um contrato de sete anos com a MGM. Moore é o que mais interpretou o agente James Bond na franquia 007 e foi responsável por alguns dos aspectos mais marcantes do personagem, como o carisma sutil e o senso de humor sagaz, assumidos em maior ou menor grau por todos os atores que vieram depois dele. Foram sete vezes no papel, em um período de 12 anos: Com 007 Viva e Deixe Morrer (1973), 007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro (1974), 007: O Espião que me Amava (1977), 007 Contra o Foguete da Morte (1979), 007: Somente para Seus Olhos (1981), 007 Contra Octopussy (1983) e 007: Na Mira dos Assassinos (1985).

Moore também fez uma carreira além do mundo de James Bond, com papéis como Simon Templar, na série britânica The Saint, entre 1962 e 1969, e como Brett Sinclair, na série The Persuaders. Também se tornou embaixador do Unicef e se tornou bastante respeitado pelo trabalho humanitário, inclusive recebendo o título de “Sir” da Rainha da Inglaterra.

Nossos sentimentos estão com a família, e desejamos força para eles neste momento difícil.

Roger Moore tinha licença para matar. Não deveria ter licença para morrer.

O cinema perde mais um de seus ícones.

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Aperte o Play