Livros

História da Sua Vida e Outros Contos

História da Sua Vida e Outros Contos

Nível Épico

A premissa do “e se…”

(Stories of Your Life and Others) – Ficção Científica. Estados Unidos, 2002. De Ted Chiang. Editora Intrínseca, 368 páginas.

Coletânea de contos de ficção científica do autor Ted Chiang, incluindo o conto História de Sua Vida, que foi adaptado ao cinema no filme A Chegada.

Chiang é um dos autores de literatura fantástica mais premiados dos últimos anos. O curioso é que sua produção é bem pequena. Escreve apenas contos ou novelas, num ritmo de mais ou menos de um deles por ano. O mais comum seria ele cair no esquecimento, mas sua lentidão acaba jogando a seu favor, pois a cada nova publicação, o leitor sabe que tem algo especial nas mãos. E sua única antologia publicada até hoje, História da Sua Vida e Outros Contos, acaba de ser publicada no Brasil.

Os contos geralmente se caracterizam pela premissa “e se…”. A partir de uma proposição fantástica, o autor descreve, com o maior rigor científico possível, como as coisas se dariam se aquilo realmente existisse. Muitas vezes, Chiang conta uma história no passado, partindo de uma premissa científica que na época era considerada correta, e a partir daí faz toda uma narrativa que pressupõe que ela era mesmo válida.

No conto de abertura, A Torre da Babilônia, ele nos fala sobre a vida de empregados que teriam trabalhado nas obras da Torre de Babel e se deparam com o dilema do que fazer quando chegam à abóboda do céu. Em Setenta e Duas Letras, por sua vez, ele especula com a hipótese da pré-formação, que era a teoria de que os organismos vivos já são completamente formados nas células germinativas de seus pais, misturando isto com a lenda judaica do Golem. Entenda tem certa pegada dos primeiros filmes de David Cronenberg (pelo tema e pelo clima, mas não pelo gore): um experimento para criar uma superinteligência leva a um clima de paranoia e a um interessante jogo de gato e rato. Até mesmo a matemática serve como mote para a análise do comportamento humano, em Divisão por Zero.

Já em um dos seus melhores contos, O Inferno é a Ausência de Deus, ele parte do pressuposto que Céu e Inferno existem, bem como milagres e aparições de anjos, e como isso afetaria as pessoas em seu dia a dia. Embora sempre envolva a especulação científica, a força de Chiang reside em falar de emoções humanas. A ciência é tratada com rigor, mas é em como os seres humanos interagem com ela que faz a obra do autor ganhar sentido.

Muito importante ainda é a questão da perspectiva das personagens. No conto Gostando do que Vê: um Documentário, há uma série de relatos em torno da criação de uma tecnologia que impede quem a usa de diferenciar as pessoas por sua beleza física, e o autor consegue apresentar os pontos de vistas mais diversos sobre o tema, que na verdade serviriam muito bem a qualquer discussão sobre um tema polêmico em nossa sociedade.

Todas estas características são consagradas no conto que dá título ao livro, recentemente adaptado ao cinema no filme A Chegada (indicado ao Oscar de melhor filme). Ele parte de uma ciência ainda pouco explorada na ficção científica, a linguística, e a envolve em dois temas clássicos do gênero, o encontro com seres de outro planeta e mais um que não poderia falar aqui sem dar spoilers (mas quem viu o filme já sabe o que é). Ao contrário da obra cinematográfica, aqui a questão política não é muito explorada, com as atenções voltadas para os dilemas éticos da protagonista.

História da Sua Vida e Outros Contos

A questão dos spoilers é muito importante, pois em vários dos contos há uma virada na trama, ou um final surpreendente, o que deixa a leitura ainda mais instigante. E não espere finais felizes ou protagonistas recompensados por suas boas ações. Embora não sejam contos sombrios, o autor faz questão de pontuar que a vida pode ser muito dura com todos.

A vontade do leitor ao fechar o livro é a de que Ted Chiang escrevesse muito mais, pois é raro encontrar uma antologia com um nível tão equilibrado de contos. É claro que cada um terá os seus favoritos, mas é inegável que todos são de excelente nível. E ainda há os mais recentes, muitos também premiados, que ainda não foram reunidos (mas que podem ser facilmente encontrados na web por quem lê em inglês). Não à toa, uma de suas influências assumida é a de Jorge Luis Borges, outro autor conhecido por só ter publicado contos (fora poesia e não ficção).

Ted Chiang serve ainda como inspiração para quem tem pretensões literárias, mostrando que não é preciso superexposição na mídia ou nas redes sociais, nem publicação de séries intermináveis de livros para que seu trabalho se destaque. Mesmo com uma publicação esparsa, sua obra possui força suficiente para cativar seu público leitor, a ponto até de chamar a atenção de Hollywood – o conto Entenda também já teve seus direitos vendidos para o cinema. – Qualidade literária, ideias instigantes e obra extremamente bem cuidada, sempre em alto nível, não é todo dia que aparece. Por tudo isso, Ted Chiang é um autor que precisa ser lido por todos.

História da Sua Vida e Outros Contos Rafael Monteiro
Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Resenhas Populares

Aperte o Play