Multiverso

Solus Prime e o Último Cavaleiro

Solus Prime e o Último Cavaleiro

O diretor Michael Bay e sua equipe de produção sempre procuram evitar o máximo possível de vazamento de informações até que o filme dos Transformers chegue oficialmente aos cinemas. A cada filme lançado esta proteção é cada vez mais intensificada. Uma prova disso é que, mesmo com o recente lançamento de um trailer durante os intervalos comerciais do último Superbowl, se sabe poucos detalhes sobre a história do filme exceto que trata-se, mais uma vez, uma busca por algum artefato escondido na Terra desde os primórdios e que este é essencial para salvar o planeta. Entretanto, duas particularidades chamariam podem ter ganho os olhares dos fãs mais atentos e será em cima delas que desenvolveremos a coluna de hoje.

Dois detalhes chamam a atenção no trailer e mostram que os roteiristas estão bebendo cada vez mais na fonte da série Transformers: Prime que, por sua vez, foi completamente inspirada no universo dos filmes. Antes de continuar, deixaremos bem claro que muita coisa que será dita aqui está no campo da especulação e só iremos ter algum tipo de confirmação apenas quando Transformers: O Último Cavaleiro for lançado oficialmente. Voltando ao trailer, em determinado momento, há uma cena onde, ouve-se uma voz feminina dizendo que nosso mundo está morrendo e que Optimus Prime busca uma redenção e, logo em seguida, durante um close nos olhos roxos de Optimus Prime, ele faz menção a uma criadora. Em uma cena seguinte, numa sequência muito rápida de uma luta entre Bumblebee e Optimus, percebe-se que o Camaro Amarelo dos mocinhos tenta acertar o líder dos Autobots com uma espécie de marreta. Juntando estas duas cenas com o fato de que, uma das poucas coisas que foram oficialmente divulgadas é que esta quinta aventura destes seres mecânicos envolveria um suposto encontro de Optimus Prime com os criadores dos Transformers, a única conclusão plausível que se pode chegar é que há indícios fortíssimos de que Solus Prime terá participação essencial nessa história. “Ah, ok,” vocês irão dizer, “mas quem é essa tal de Solus Prime?”

Nos primórdios da criação cybertroniana, existiam duas entidades antagônicas: Primus e Unicron. O primeiro representa a criação e o último, a destruição. Para derrotar Unicron, Primus criou os Treze Primes originais para ajudá-lo e, entre eles, estava Solus Prime, a Criadora. Ela é a responsável pela criação e construção dos arsenais mais icônicos e fantásticos de Cybertron, que foram produzidos com a ajuda de sua ferramenta chamada a Forja de Solus Prime (ou Molde de Solus Prime, como traduzido na dublagem de Transformers: Prime), cuja forma é a de uma grande marreta, formato idêntico ao artefato que Bumblebee usa para tentar acertar Optimus no trailer. Solus também possui sistemas cognitivos singulares de poderoso processamento paralelo de longo alcance manifestados em uma malha holográfica chamada de Torno da Criação. Além disso, é por conta das forma feminina de Solus Prime que existem as chamadas Transformers femininas, mesmo que o biótipo assexuado da raça cybertroniana não demande uma diferenciação dos robôs por gênero.

Solus Prime e o Último Cavaleiro

Solus Prime tinha como característica sua grande inteligência e seu positivismo sobre a vida. Com um temperamento difícil, uma coisa que ela não tolerava e a tirava do sério era quando se via diante de uma injustiça. Solus, por sua vez, teve um envolvimento amoroso com Megatronus, outro dos Treze Primes originais. Relacionamento este que, em várias versões da mitologia dos Transformers, acabou culminando na morte de Solus Prime pelas mãos de Megatronus. Ele, após desertar, passou a ser conhecido como The Fallen.

Todo o conceito dos Treze Primes originais foi introduzido nos quadrinhos dos Transformers publicados pela editora Dreamwave em 2003 e aproveitado nas séries seguintes, inclusive no próprio universo dos filmes em Transformers: A Vingança dos Derrotados, cujo vilão principal era o próprio Fallen. Antes disso, a história de criação da raça cybertroniana era algo mais simplório na série animada dos anos 1980: os robôs foram construídos por seres chamados Quintessons para servi-los. Dois grupos de robôs foram criados: um de escravos para trabalhar nas minas dos Quintessons e outro de guerreiros para ficarem responsáveis pela segurança. Estes dois grupos desenvolveram consciência própria e a habilidade de se transformar e se voltaram contra seus líderes. Mais tarde, estes grupos se tornariam os Autobots e os Decepticons, respectivamente. Solus Prime mesmo só foi introduzida na mitologia na série Transformers: Prime.

Lembrando, mais uma vez, que uma possível aparição de Solus Prime em Transformers: O Último Cavaleiro está apenas no campo da especulação, a única coisa que depõe contra isto é justamente a forma como os Treze Primes originais foram introduzidos no universo dos filmes (fica aqui o alerta de spoiler para quem ainda não viu Transformers: A Vingança dos Derrotados): todos eles, exceto Fallen, se sacrificaram fundindo seus corpos para formar uma espécie de câmara para guardar e proteger a Matriz da Liderança. Mesmo assim, o ex-Decepticon Jetfire, neste mesmo filme, insinua que Optimus Prime é um descendente dos Primes originais, ou seja, nada impede que Solus Prime também o seja, mas aí, ela não seria um dos Primes originais e sua introdução como “criadora” seria mais um artifício que os roteiristas teriam que criar para cobrir os furos de história ocorridos nos filmes anteriores. O que nos resta é aguardar até julho quando Transformers: O Último Cavaleiro chegar às telonas.

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Resenhas Populares

Aperte o Play