Filmes

John Wick: Um Novo Dia Para Matar

John Wick: Um Novo Dia Para Matar

Nível Épico

John Wick (Keanu Reeves) está de volta, novamente forçado a abandonar sua aposentadoria para realizar uma missão em nome de uma dívida que assumiu no passado e da qual não pode escapar.

(John Wick: Chapter 2) – Ação. Estados Unidos, 2017.

De Chad Stahelski. Com Keanu Reeves, John Leguizamo, Lance Reddick, Bridget Moynahan, Ian McShane, Laurence Fishburne, Ruby Rose, Common, Peter Stormare e Riccardo Scamarcio. 2h02min. Distribuidora: Paris Filmes. Classificação: 16 anos.


Resenha – O homem. A lenda. O mito

Chad Stahelski e David Leitch criaram algo incrível com o primeiro John Wick. Mais do que isso, criaram um personagem SENSACIONAL. Muitos se perguntavam se Stahelski, agora sozinho na direção, traria o icônico matador de volta sem perder toda o universo construído ao redor dele. A resposta é que ele conseguiu. Da melhor maneira possível. Após nos apresentar John Wick no primeiro filme, John Wick: Um Novo Dia Para Matar nos leva para passear pelo fantástico universo dos assassinos que atuam às margens da sociedade. Ele expande o universo e nos mostrar por que John Wick se tornou uma lenda entre os assassinos. Se antes ouvíamos bastante falar de seus feitos, agora temos a oportunidade de conhecê-lo um pouco mais e saber por que ele é tão temido e respeitado.

A reintrodução de personagens e a reunião com novos jogadores é uma parte importante desse universo. Keanu Reeves, mais uma vez, mostra que sabe escolher seus papéis e construir personagens marcantes. Ele oferece outro desempenho surpreendente. Ele nasceu para ser John Wick. Não há dúvidas disso. Entre os rostos familiares, é ótimo ver o retorno do Winston de Ian McShane, gerente do New York Continental; o Charon de Lance Riddick, concierge do hotel; e o Aurelio de John Leguizamo, o cara do carro favorito de John. Mas em muitos casos é o sangue novo que faz o coração pulsar.

Ruby Rose, como a assassina muda Ares, é excelente como uma das principais e mais significativas ameaças a John. Common é impressionante como Cassian, que tem suas próprias razões muito pessoais para querer matar John Wick, e ele próprio poderia ter seu próprio conto de vingança. Há ainda a participação do Django em pessoa, Franco Nero, como o gerente do Rome Continental, e o grande Lawrence Fishburne como o líder de uma rede de espiões sem-teto em Nova York. O reencontro de Keanu Reeves e Lawrence Fishburne, depois de anos, é tão sensacional quanto parece. Apenas a conversa inicial dos dois já vale O FILME INTEIRO!

A ação continua vertiginosa, com um incrível trabalho de coreografia e combate com armas de fogo, fruto dos anos de experiência de Stahelski como dublê. Ele encontra ângulos impressionantemente dinâmicos para capturar os golpes mais difíceis e usa cor e sombra com liberdade criativa para fazer sequências de cair o queixo de toda a cultura cinematográfica. Para isso, ele conta com os melhores dublês no ramo, e com um dos maiores astros de ação de todos os tempos, Keanu Reeves. Com essa soma de fatores espetaculares e bem conduzidos, todas as explosões e golpes tornam-se brutalmente reais e são muito mais emocionantes.

John Wick: Um Novo Dia Para Matar é inteligente e cuidadoso ao pegar os fios deixados sutilmente soltos do primeiro filme e amarrá-los em uma narrativa inteiramente nova, completamente incrível. A começar pela busca de Wick por seu carro roubado no filme anterior. Apenas por esse início, já somos arrebatados. Sério! O cara luta contra pessoas. E contras carros. Não há como ser mais foda do que isso. Quer dizer… na verdade, há. Ele é foda o tempo todo. Do aspecto robusto e preciso até as frases curtas que fariam os heróis de ação dos anos 1990 estremecerem. John Wick está de volta. O homem. A lenda. O mito. Pode esperar que a saga de matança dele ainda não acabou. Pela forma como termina, o terceiro filme promete ser um banho de sangue homérico. Ninguém pode parar o Bicho-Papão.

John Wick: Um Novo Dia Para Matar Alan Barcelos
Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Inscreva-se no Canal

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud