Filmes

Cães de Guerra

Baseado em fatos reais, Cães de Guerra conta a história de David Packouz (Miles Teller) e Efraim Diveroli (Jonah Hill), dois jovens que utilizam uma iniciativa do governo americano para faturar dentro da indústria bélica. Após negociações, eles ganham um contrato milionário para auxiliar o exército dos EUA e seus aliados no Afeganistão. Enquanto trabalham para cumprir os termos do contrato, eles descobrem que, apesar de lucrativa, as coisas nessa indústria não são tão simples quanto parecem.

(War Dogs) – Crime. Estados Unidos, 2016.

De Todd Phillips. Com Jonah Hill, Miles Teller, Ana de Armas e Bradley Cooper. 1h54min. Distribuidora: Warner Bros. Classificação: 16 anos.

Nível Exemplar

Cães de Guerra


Resenha – Cães de Guerra

A fórmula “contar uma história que a gente já pode imaginar como vai ser o fim” pode parecer batida, certo? Na verdade, não. Cães de Guerra vem para mostrar que essa receita não é tão óbvia quanto parece. O filme, que é baseado em uma história verídica, foi inspirado num artigo de Guy Lawson para a Rolling Stones, que virou livro depois. Leia o artigo aqui.

David Packouz – vivido por Miles Teller (Whiplash e Divergente) – é um jovem que vive em Miami Beach com a namorada Iz – interpretada pela cubana Ana de Armas –, e após ter largado a faculdade, tenta ganhar a vida como massagista. Como não fatura o suficiente, ele investe na venda de lençóis chiques para asilos, o que dá tão certo quanto as massagens que fazia nos ricaços – ou seja: nada. – Mas isso começa a mudar após encontrar um velho amigo em um velório. Esse amigo é Efraim Diveroli – interpretado por Jonah Hill, que após O Lobo de Wall Street a gente sabe que leva jeito para personagens mais pilantras – um jovem que saiu de Miami para morar com o tio em Los Angeles e entra para o negócio de família: venda de armas.

Efraim quer expandir os negócios e chama David para trabalhar na empresa AEY (não pergunte o que significam as letras do nome, rs) após saber que a namorada do amigo está grávida e ele não tem condições financeiras para sustentar uma criança. David aceita a proposta e Efraim ensina como funciona o trabalho: eles exploram uma plataforma digital do governo norte-americano para negociações de contratos com empresas do ramo armamentício. E estamos falando aqui de uma história que se passa em 2005 e trata basicamente sobre o abastecimento de armas e munições na guerra dos EUA contra o Iraque.

Os dois começam uma parceria em que tudo parece dar certo, até que um problema de embargo com fronteiras faz com que armas italianas que deveriam ser entregues para um general americano fiquem retidas na Jordânia. A solução mais óbvia que os dois encontram: fazerem eles mesmos o transporte das armas passando por Bagdá. É claro que tem um pouquinho de ação com outro pouquinho de “isso não vai prestar”.

O filme tenta trazer um lado cômico para uma questão séria, que é o tráfico de armas. A gente percebe que o intuito do diretor Todd Philipps é, além de tentar inserir momentos engraçados na história, mostrar o drama do que é de verdade esse “comércio” durante o auge da guerra do Iraque, que é o momento em que o filme se passa. Cães de Guerra se aproxima um pouco de A Grande Aposta por causa disso: a sensação que o enredo passa é de que as pessoas são coniventes com o que acontece enquanto aquela situação lhes traz benefícios de alguma forma. Quem já ouviu falar sobre a história de David Packouz e Efraim Diveroli, provavelmente, sabe o fim que leva a parceria entre eles e essa indústria.

Algo que vale ressaltar, é claro, são as atuações de Miles Teller e Jonah Hill. Eles estão bem no filme. É legal ver que os dois são versáteis em suas atuações e cada vez estão mais amadurecidos com seus personagens. Afinal, quem não se lembra de Jonah Hill novinho em Superbad? E temos no filme também Bradley Cooper! Ele está ótimo no papel de gângster/traficante procurado pelo governo americano (mas confesso que sou meio suspeita porque sou mega-ultra fã dele). Com fotografia e efeitos simples, o principal foco de Cães de Guerra é o roteiro, dividido em atos e construído de forma concisa.

Cães de Guerra

Cães de Guerra

Cães de Guerra

Cães de Guerra Nycole Reif
Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Resenhas Populares

Aperte o Play