Cultura Pop

Continuação de Prometheus será seguida por mais dois filmes

Alien: Covenant

A 20th Century Fox lançou recentemente o logotipo oficial, título e sinopse de Alien: Covenant, novo filme da série dirigido por Ridley Scott. Anteriormente o diretor disse que haveria mais um filme depois deste. Agora em uma nova entrevista ao The Hollywood Reporter, ele contou que haverá mais dois filmes. Se for esse o caso, serão quatro filmes no total vinculados ao Alien original, de 1979.

Alien: Covenant é o segundo capítulo da saga iniciada com Prometheus e terá conexão direta com o universo criado em Alien: O Oitavo Passageiro. Com destino a um planeta remoto do outro lado da galáxia, a tripulação da nave Covenant descobre o que eles acreditam ser um paraíso inexplorado, que na verdade é um mundo perigoso e sombrio cujo único habitante é o “sintético” David (Michael Fassbender), sobrevivente da expedição Prometheus.

Na entrevista, Scott falou sobre a história para seus novos projetos de Alien e o que o inspirou a contar essa nova história de origem dos Xenomorfos. Ele basicamente ficou frustrado com as continuações e surpreso que ninguém tinha abordado as questões de por que os Xenomorfos existem.

“É uma história muito complexa e uma evolução do que eu fiz com o primeiro Prometheus, que nasceu da minha frustração com um aspecto do primeiro Alien em 1979: eu fiz apenas um já que normalmente não faço continuações. Fiquei espantado que nos três Aliens que se seguiram ninguém fez a pergunta ‘o que é o Alien, quem o fez e por quê?’ Perguntas muito básicas. Então, eu tive essa noção no primeiro Prometheus, que começa a indicar quem poderia ter feito isso e de onde veio.”

Ele também falou sobre a evolução da história, e no processo confirma que haverá dois filmes após Alien: Covenant, não apenas um.

“Estou indo agora para o próximo passo na relação direta com o primeiro filme, que é este que segue o que aconteceu com Shaw e David, e como isso evoluiu. Quando for concluído, haverá outro filme e, em seguida, outro que irá gradualmente culminar no filme de 1979. Em outras palavras, por que a nave espacial estava abandonada lá naquele planeta e por que ela tinha um Alien dentro? Essas questões que serão respondidas.”

Por um lado vai ser interessante ver essas perguntas respondidas. Por outro é curioso ver como o discurso de Scott mudou de uns tempos para cá. Se antes ele não queria que Prometheus tivesse qualquer ligação com Alien, e reclamou até o inferno porque a Fox queria que fosse dessa forma; agora ele se mostra mais do que disposto a admitir a conexão e vincular tudo no mesmo universo. A verdade é que a Fox continuaria a franquia Alien mesmo que ele não quisesse. Neill Blomkamp surgiu com a proposta de fazer Alien 5 e mexeu com todo mundo; não só com os executivos do estúdio, mas também com a imaginação dos fãs. Isso certamente reacendeu a chama de Scott para a franquia, não é a toa que o projeto de Blomkamp foi colocado de lado para que Scott possa conduzir seu próprio projeto com os filmes. Por mais que ele inicialmente não tenha gostado de vincular Prometheus ao universo de Alien, o que está feito, está feito. Melhor do que fingir que não existe é continuar e transformar em algo maior e potencialmente melhor. Eu particularmente prefiro ver Ridley Scott trabalhando com Alien do que qualquer outra pessoa. As possibilidades tornam-se muito mais empolgantes. Além disso, ao contrário de metade do universo, eu gostei de Prometheus. Quero mais é ver o que vem a seguir.

Michael Fassbender está escalado para reprisar seu papel como o androide David e a princípio a Elizabeth Shaw de Noomi Rapace só deve fazer uma breve aparição em Alien: Covenant. De acordo com a sinopse, uma nova tripulação será o foco do novo filme, e não vai demorar até sabermos que serão os nomes por trás desses personagens.

Alien: Covenant (algo como Alien: O Pacto) tem estreia prevista para 06 de outubro de 2017.

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Resenhas Populares

Aperte o Play