Podcast

Epic Girls Podcast 01 – Cinquenta Tons de Cinza

O Epic Girls é um novo podcast do Nível Épico. Um toque feminino de cultura pop. Vivi Maurey, Carolina Pinho e Raphaela Ximenes se juntaram para um bate-papo sobre o fenômeno Cinquenta Tons de Cinza. O livro de EL James já vendeu mais de 100 milhões de cópias em todo o mundo e foi traduzido para mais que cinquenta idiomas. Entenda o que ele representa para o mercado editorial de romances eróticos. Conheça algumas histórias similares para ler ou assistir. E saiba como ficou a esperada adaptação para o cinema.

Assine nosso podcast: Feed RSS // Adicione no iTunes

Faça download do episódio: Epic Girls #01

LINKS:

Resenha de Cinquenta Tons de Cinza (Filme)

Resenha de Cinquenta Tons de Cinza (Livro)

Pesquisa Revela Que 88% dos Cariocas Fariam Sexo Sem Camisinha no Carnaval

MÚSICAS:

Ana and Christian – Danny Elfman

I Put a Spell On You – Annie Lennox

Earned It – The Weeknd

One Last Night – Vaults

Crazy In Love (2014 Remix) – Beyoncé

PONTOS DE XP:

E-mail: nivelepico@nivelepico.com

Ou envie críticas, elogios e sugestões através dos comentários. Se você gostar, clique no ❤ lá no topo da postagem para que ela seja encontrada por mais pessoas.

Baixe o aplicativo: Soundcloud no Celular

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



  • http://roney.com.br Roney Belhassof

    Será que foi por causa de The Fall que chamaram o cara? Para já associar o Gray a um psicopata?

    Será que no filme reforçaram mais o questionamento da Anastácia sobre os excessos do Gray?

    Será que o livro editado direito faria sucesso? Será que ele é ruim nas coisas certas para vender muito? Tenho que ler esse treco…

    Também não engulo isso dos atores terem vergonha das cenas de sexo. Isso só pode ser marketing bobo para um filme bobo, baseado em um livro bobo.

    Me lembrei de O Diabo no Corpo de Miss… Como era o nome dela? E Lúcia e o Sexo…

    Acho que não vai puxar uma onda como a de Nove e Meia Semanas de Amor não… Porque é um público que fica fã de uma coisa só. Sei lá…

    E o lance de ser um longo comercial de perfumes que vi alguém dizer na minha TL?

    Fiquei curioso do saber o que ela chama de deusa interior.

    Isso da mulher não se incomodar com o papel de ser controlada é muito ruim. Pelo que ouço contar e vendo o que vcs estão falando a história não é um romance e sim uma reafirmação da perversidade confundida com o amor que é justamente o contrário.

    Será que o sucesso da história não está justamente em ainda haver muitas mulheres que se acham inferiores? Que acham que ser dominadas pelo homem é um sinal de que ele é forte e a protegerá?

    Ah! De filmes antigos com a mesma temática eu colocaria… A a Rapha falou um, o Ata-me! Tem Perdas e Danos, Lua de Fel… Aha!! A Vivi lembrou!! Delta de Venus… Bem lembrado Calígula! Aí tem Satyricon também, né?

    Que sinistra a Rapha!!! Assim na bucha, sem pensar: A cor da noite, 1994! Que memória!

    Na boa, até Orphan Black parece ser mais pesado sexualmente que 50 tons pelo que estão dizendo

    Pô! Eu gostei de Howard the Duck!!!

    Agora lembrei de Mundo Proibido… Com a Kim Basinger e o Brad Pitt.

    Foi bom vocês lembrarem do HPV e da falta de uso de camisinha!

    Curti a música do fundo… É do filme?

  • Pingback: | APRESENTANDO O PODCAST EPIC GIRLS()

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud