Música

The Last Goodbye Por Billy Boyd – Um Bonito Adeus ao Último Hobbit

Peter Jackson adora uma despedida, né, não? Metáfora ou não, ele é cheio delas. Com a música “The Last Goodbye”, escrita por Billy Boyd, Philippa Boyens e Fran Walsh, que encerra o último capítulo de sua saga, Peter Jackson assina o atestado de fã mais legal do planeta, se é que alguém ainda duvida. Ele já tinha se despedido em O Retorno do Rei com aquelas cenas todas de encerramento, distribuindo fade outs, embora no fundo, no fundo, soubesse que não tinha deixado de vez a Terra Média. Ah, vai! Ele sabia. Tanto que não se aguentou de ciúme do Del Toro e não resistiu ficar de fora.

E por que Billy Boyd foi a melhor das escolhas para fechar a saga das músicas?

Bom, pra começar, a decisão não foi comercial. Pelo menos não aparentemente, se compararmos ao Ed Sheeran que estava em seu auge nos holofotes quando lançou a música-tema de A Desolação de Smaug — que é coisa linda de Eru, devo admitir. — Segundo, porque é claramente uma homenagem à saga e não apenas à trilogia O Hobbit, e ninguém melhor que Pippin, sendo ele o caçula (e o mais carismático) da Sociedade do Anel, para encerrar a obra e dizer o último adeus.

Quem acompanhou sabe que a amizade é genuína entre toda a equipe de Peter Jackson e é bonito ver o quão longe eles chegaram. Juntos. Até tatuagem os caras fizeram. Muito amor, gente! Não é à toa que “We came all this way, and now comes the day, we bid you farewell” me fez chorar horrores. Porque a música fala também dos bastidores, não é um tema que contemple apenas um personagem ou uma parte da história ou até mesmo a obra como um todo… a letra dialoga com todos.

Enquanto “May It Be” falava do início da jornada e da promessa de que os fãs podiam confiar em Peter Jackson, “The Last Goodbye” é um recado para esses fãs, de que agora eles vão seguir seu caminho, que a estrada está chamando, e eles precisam ir.

Many places I have been

Many sorrows I have seen

But I don’t regret

Nor will I forget

All who took the road with me

E o mais importante: Billy Boyd (e acredito que ele tenha dito por todos) não se arrepende do tempo que ele se dedicou à produção, e jamais se esquecerá daqueles que seguiram o mesmo caminho ao seu lado. Eu posso com isso? Quase morri de tanto chorar.

É interessante que a música tenha um tom de lamento, como foi o caso de “Into the West”, nos créditos de O Retorno do Rei, e “The Misty Mountains”, tema de O Hobbit: Uma Jornada Inesperada. O que prevalece em todas elas é um tom de despedida, quando você precisa dizer adeus a alguma coisa para começar outra. Como as fases da vida e o amadurecimento. Sim, eu posso ser uma pessoa sensível, viu? Eu entendo dessas coisas. Não sou só um rosto bonito.

Vai ser difícil dizer adeus à Terra Média e, embora tenha esperanças de ver mais histórias de Tolkien nas telonas, sei que chega um momento que as coisas acabam. Para tudo tem um fim. E, por mais que Peter Jackson seja o fã mais legal de todos, acho que para ele já deu. Foram muitos anos de dedicação, está na hora de ele seguir para Valinor (metaforicamente, é claro, na carreira, ah, você entendeu!).

Sempre acreditei nele e nas suas escolhas, nem sempre concordei, como fã, mas entendo, respeito e admiro tudo o que PJ fez até hoje e não vou esquecer que, por causa dele, minha obra literária favorita foi transformada no melhor filme de todos os tempos.

E esse outro LINDO do Billy Boyd soube traduzir todos esses sentimentos — e mais um pouco — em uma única música.

Para sempre vamos lembrar dos momentos ruins e dos bons, dos que sobreviveram e dos que pereceram. E agora, ao fim dessa jornada, nós também temos uma ou duas histórias para contar sobre tudo o que passamos, desde o início, não é mesmo?

Não satisfeitos em nos desidratar, ainda inventam essa edição com cenas de todos os filmes. Aff.

Vocês vão derramar lágrimas comigo one last time?

O Hobbit, The Last Goodbye


THE LAST GOODBYE – Billy Boyd

I saw the light fade from the sky

On the wind I heard a sigh

As the snowflakes cover my fallen brothers

I will say this last goodbye


Night is now falling

So ends this day

The road is now calling

And I must away

Over hill and under tree

Through lands where never light has shone

By silver streams that run down to the sea


Under cloud, beneath the stars

Over snow one winter’s morn

I turn at last to paths that lead home

And though where the road then takes me

I cannot tell

We came all this way

But now comes the day

To bid you farewell


Many places I have been

Many sorrows I have seen

But I don’t regret

Nor will I forget

All who took the road with me


Night is now falling

So ends this day

The road is now calling

And I must away

Over hill and under tree

Through lands where never light has shone

By silver streams that run down to the sea


To these memories I will hold

With your blessing I will go

To turn at last to paths that lead home

And though where the road then takes me

I cannot tell

We came all this way

But now comes the day

To bid you farewell


I bid you all a very fond farewell

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Nível Épico em Imagens

Facebook

Google Plus