Filmes

TV Aberta – As Mudanças de Audiência e a Volta dos Programas ao Vivo

TV ao Vivo

No dia 01 de dezembro a TV Globo estreia um novo jornal, Hora 1, de 5h às 6h30, e com isso a mais importante rede de TV do país ficará ao vivo por nove horas ininterruptas. A Globo segue uma tendência mundial onde canais abertos apostam em programação ao vivo para atrair um público cada vez mais fiel aos canais pagos.

Em 2013, o canal americano NBC fez um especial de final de ano que lembrou os primórdios da TV, apresentando a peça The Sound of Music (Noviça Rebelde) ao vivo (no Brasil a encenação passa nos canais Telecine). Não era um teatro filmado como se fez aqui com Sai de Baixo ou Vai Que Cola, foi uma grande produção ao vivo em que os atores passavam de cenário em cenário e atuavam ao vivo, logo na primeira música é possível ver Carrie Underwood, a noviça Maria, quase caindo em cena. O especial foi um grande sucesso mesmo com críticas nada lisonjeiras à protagonista. Esse ano, a NBC apresentará outro musical, Peter Pan, tendo como protagonista Alisson Williams (Girls). A certeza de sucesso e tanta que já foi anunciado que em 2015 será a vez de A Few Good Men (Questão de Honra), primeira tentava de uma peça que não é um musical.

No começo da TV no Brasil existia o programa Grande Teatro Tupi, idealizado por Sergio Britto, que ficou no ar por nove anos e encenou cerca de 450 peças ao vivo. Fernanda Montenegro e Natalia Thimberg se revezavam como protagonistas e tinham no elenco nomes como Ítalo Rossi e Francisco Cuoco, e participações especiais como Cacilda Becker, Gianfrancesco Guarnieri e Beatriz Segall. O programa era um sucesso de público nas noites de segunda-feira, com peças famosas sendo adaptadas para a TV, na sua grande maioria, por Manoel Carlos. Nas tarde, a Tupi exibia O Teatrinho Troll, peças infantis ao vivo, com Norma Blum, normalmente como a princesa, e participações de atores como Claudio Corrêa e Castro, Christiane Torloni e Othon Bastos. O tempo passou, o vídeo tape foi criado, e passamos a viver de entretenimento pré-gravado e de jornalismo e esporte ao vivo.

Hoje com centenas de canais para se escolher e as opções de se assistir qualquer programa em um horário que é conveniente ao espectador (não ao canal), a disputa por audiência entrou em uma nova era. Não basta ter um bom produto, é preciso convencer o espectador de que é necessário assistir ao programa na hora em que ele é exibido. Há uns anos, Manoel Carlos disse que um de seus sonhos era fazer um último capítulo de novela ao vivo, um plano que nunca saiu do papel, mas com os rumos que a TV aberta está tomando, não parece mais o absurdo de outrora.

A Globo vem perdendo audiência nas manhãs, em alguns momentos até perde a liderança, e diante desse cenário, aposta no jornalismo ao vivo, um dos tripés que a sustenta na liderança do horário nobre (novela, jornalismo e esporte). Além da estreia do Hora 1, o Bom Dia Brasil terá uma edição diferente em São Paulo: dois blocos serão ancorados do estúdio na capital paulista, enquanto o restante do Brasil continua a assistir o jornal direto do estúdio no Rio de Janeiro. É uma grande mudança. Não só serão nove horas de jornalismo ao vivo como um jornal de cobertura nacional começa a se regionalizar, dois elementos que vêm pautando os canais abertos não só no Brasil.

A TV aberta está se transformando, se adaptando aos novos tempos, tempos em que o espectador não organiza mais sua agenda pelo o que quer ver na televisão. Tempos em que a grande oferta de canais pulveriza a audiência e que a luz no fim do túnel parece ser voltar aos primórdios, ou seja, voltar à TV ao vivo.

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud