Filmes

Emmy Awards – BREAKING BAD e a Era de Ouro da Televisão

Emmy Awards Breaking Bad

O Primetime Emmy Awards 2014 serviu para consolidar o que há algum tempo muitos já perceberam, que a qualidade das séries e minisséries melhoraram muito. Pipocam pela internet textos, aqui e ali, sobre como a combinação de originalidade e talento estão transformando as produções para televisão em novas estrelas no Olimpo de Hollywood. Se antigamente um ator de cinema acabar em uma série era sinônimo de fim de carreira, hoje esse cenário mudou completamente. Canais a cabo como HBO, Showtime e AMC tornaram-se poderosos e conhecidos no mundo todo.

Na premiação de ontem à noite, produções como True Detective, Game of Thrones, Homeland, Mad Men, American Horror Story, The Newsroom, The Good Wife, Masters of Sex, Breaking Bad, e as inglesas, Downton Abbey e Sherlock, comprovaram a premissa de que a televisão é o novo meio pelo qual a qualidade e a originalidade podem viver livre e em paz. Séries produzidas para a internet, através do canal Netflix, também brilharam: House of Cards e Orange is the New Black. Esse é um mercado que surge para aumentar a competição saudável, que tem como ganhador o público.

O melhor momento que resume bem o atual panorama da televisão, foi o quando Julia Roberts subiu ao palco para anunciar quem levaria o prêmio de melhor ator de série dramática. Bryan Cranston, de Breaking Bad, foi o ganhador, mas o que Julia quis assinalar foi o peso dos nomes que concorriam naquela categoria: Kevin Spacey, Jon Hamm, Jeff Daniels, Woody Harrelson e Matthew McGonaughey, que representam o quão difícil se tornou escolher o melhor entre os melhores, não que esse seja um problema.

Bryan Cranston ganhou um dos cinco prêmios que a série Breaking Bad levou naquela noite. Melhor ator de série dramática, melhor ator coadjuvante de série dramática para Aaron Paul, melhor atriz coadjuvante de série dramática para Ann Gunn, melhor roteiro de série dramática e melhor série dramática. Finalizada em setembro de 2013, seria possível de acreditar que todos esses prêmios foram dados por ser seu último ano concorrendo, mas quem acompanhou (ou ainda acompanha) Breaking Bad sabe o quanto ela mereceu todos os prêmios.

Criada por Vince Gilliam, sua estreia em 2008 foi bem tímida, já que sua premissa — um professor de química de segundo grau que descobre que está com câncer e, por isso, passa a produzir metanfetamina para ganhar dinheiro suficiente e deixar sua família segura — não parecia muito sedutora. Porém a escolha de um ator de comédia para viver o malfadado Walter White, foi o primeiro tiro certeiro dos criadores da série. Cranston conseguiu combinar humor negro e drama de forma magistral. Aaron Paul fechou a química necessária como o ex-aluno de White, Jesse Pinkam, que o ajuda a produzir a droga.

Daquela primeira temporada cheia de erros e acertos dos personagens até o fim, na segunda parte da quinta temporada, Breaking Bad é uma série que evolui da forma correta, onde trama e personagens crescem juntos, de forma consistente. Walter White passa de desastrado professor de química a lenda, ao criar para si o codinome Heisenberg. Jesse amadurece de forma honesta durante toda a série, que também conta com coadjuvantes inesquecíveis como Skyler White, Hank Schrader, Saul Goodman (que ganhou sua própria série), Mike Ehrmantraut e Gus Fring.

É impressionante o número de fãs que amam essa série, que é sombria, sem heróis, com uma trama muito próxima à realidade, mas que ainda assim seduz por mostrar o impossível. Como o próprio Cranston disse em seu discurso ao aceitar o prêmio, o medíocre não o levaria a lugar algum, é preciso ter coragem para apostar no inesperado, no original. Breaking Bad é a maior prova de que essa aposta pode dar certo. Porém para que a aposta seja alta é necessário cobrir todas as chances; nesse caso, ótimos roteiristas e elenco.

O Emmy Awards desse ano celebrou a nova fase da televisão norte-americana, celebração que todos temos muito prazer em participar. Breaking Bad sair como o grande vencedor da noite só comprova essa nova fase e abre caminho para que muitas outras tão boas e ousadas venham em seguida.

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud