Filmes

OYA: RISE OF THE ORISHA – Projeto Transforma Orixás em Super-Heróis Modernos

Os super-heróis estão em alta. Estamos acostumados a esses seres com poderes além da compreensão povoando nosso imaginário, desde heróis fictícios até heróis inspirados na mais variadas mitologias. Mas normalmente, quando são de uma mitologia, ou são da Mitologia Grega ou da Mitologia Nórdica. Eventualmente da Mitologia Egípcia. Agora eles também serão inspirados na Mitologia Iorubá. O panteão dos orixás é vasto e nesse momento de super-heróis em alta certamente teria bastante material para uma história, que poderia ser uma HQ, um livro, uma série, um filme. Esse é o momento certo para uma mente criativa levar uma ideia como essa para frente. E uma mente criativa na Nigéria está fazendo isso. Um cineasta para ser mais exato.

O cineasta Nosa Igbinedion está produzindo um filme de super-heróis inspirado na Mitologia Iorubá, chamado Oya: Rise of the Orisha. O filme tem como personagens principais os deuses míticos do folclore africano, conhecidos como Orixás, transformando-os em super-heróis do mundo moderno e apresentando-os com um estilo visual inspirado em gêneros relacionados, como heróis de histórias em quadrinhos, ficção científica, ação e artes marciais. O projeto conta com um teaser trailer instigante.

A trama do filme conta que os Orixás, deuses da religião africana, foram quase esquecidos pela humanidade, que está caminhando rumo à autodestruição. Somente a orixá Oya, deusa da mudança e senhora das tempestades, ainda está conectada à Adesuwa (Ethosheia Hylton), uma mulher devotada e dedicada à deusa. Graças a essa ligação, Adesuwa tem acesso a grandes poderes, que lhe concedem super-força e super-velocidade. Quando um sacerdote fanático e psicótico, chamado apenas de O Líder (Prince Sholeyu), surge pregando ideias distorcidas de que os Orixás desejam provocar a queda da raça humana, Adesuwa parte em uma missão para encontrar “A Chave”, uma jovem com potencial para abrir a porta entre os Orixás e a humanidade. O dever de Adesuwa é encontrá-la e mantê-la segura. Para cumprir sua missão, contudo, ela precisa estreitar sua conexão com Oya para superar um bando de inimigos que tentam impedi-la.

O panteão dos Orixás é realmente grande e cheio de potencial para histórias como essa, e confesso que não existem muitos exemplos de histórias de ficção científica ou super-heróis que tenham esses deuses como foco. O filme brasileiro Besouro até tentou explorar a temática das divindades sob a forma de um filme de ação e artes marciais, mas não funcionou e o resultado final ficou aquém do que poderia ter sido.

Os deuses da Mitologia Iorubá — como Xangô, Ogum, Exu, entre outros — possuem, cada um, seu próprio conjunto de poderes e responsabilidades individuais, que podem render um ótimo filme se bem aproveitados. A própria Oya, que é protagonista do filme de Nosa, é uma guerreira com poderes de controlar o clima, considerada extremamente poderosa — isso não te lembra alguém? Talvez uma certa Tempestade, dos X-Men… Pois é. O potencial existe, basta saber como usá-lo. Nosa decidiu investir e eu quero muito ver como será o resultado desse investimento.

Para o projeto acontecer, Nosa iniciou uma campanha de financiamento coletivo no Indiegogo para arrecadar dinheiro, e atraiu pouco mais de $ 6.600, embora seu objetivo seja arrecadar $ 7.500. O plano do cineasta é produzir uma versão curta-metragem do que se tornará no futuro um longa-metragem; uma estratégia usada por muitos cineastas para mostrar seu trabalho e levantar recursos para levá-lo adiante.

Se você quiser saber mais sobre projeto, acesse o site do filme: www.oyariseoftheorishamovie.com

Oya: Rise of the Orisha

Compartilhe este Post


Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud