Filmes

Getúlio

Getúlio (Brasil, 2014), dirigido por João Jardim, retrata os últimos dias de vida do presidente Getúlio Vargas. Esses dias históricos tem todos os elementos de um grande thriller político e, infelizmente, esse bom filme nacional não é capaz de fazer jus aos acontecimentos.

A historia é conhecida. Em agosto de 1954, o jornalista de oposição e dono de jornal Carlos Lacerda (Alexandre Borges) sofre um atentado a bala na porta da sua casa em Copacabana. O pistoleiro erra o tiro e mata o Major da Aeronáutica Rubens Vaz, que fazia a segurança de Lacerda. O presidente da República, Getúlio Vargas (Tony Ramos), é acusado de mandar matar o maior inimigo político do seu governo. Getúlio passa a ser pressionado por lideranças militares e pela oposição para renunciar ao mandato.

Getúlio

As investigações mostram que a ordem para o atentado saiu de dentro do Palácio do Catete. O tenente Gregório Fortunato (Thiago Justino), chefe da guarda pessoal do presidente e seu homem de confiança há anos, é acusado. Ao lado da filha, Alzira Vargas (Drica Moraes), seu braço direito na presidência, e colaboradores fiéis como Tancredo Neves (Michel Bercovitch) e o general Zenóbio da Costa (Adriano Garib), Getúlio tenta se manter no poder e provar sua inocência. Diante das ameaças que pedem sua deposição imediata, o presidente comete um ato extremo.

O filme começa com a voz de Vargas apresentando o contexto histórico, lembrando seus anos como ditador e sua eleição para a presidência. Contexto histórico é algo que falta ao filme, existe um limite entre contextualizar e tornar-se didático. O filme opta por oferecer quase nenhum contexto além da fala inicial.

Tony Ramos está bem como Vargas, o problema não é a construção que o ator faz do presidente e sim como ele é mostrado no filme. Vargas foi combativo e um ditador que aniquilou a oposição, uma personalidade tão forte que, como ele mesmo anunciou, voltaria nos braços do povo ao Palácio do Catete e o fez. No filme, ele é mostrado como um homem que foi traído por pessoas próximas, o que até tem um fundo de verdade, e como um homem derrotado pelas circunstancias. A cena da última reunião ministerial é uma oportunidade perdida para uma grande cena. Foi uma reunião tensa, com grandes embates, com vários traidores do governo sentados em uma mesa presidida pelo homem que eles queriam derrubar. Foi a reunião em que o futuro do país foi decidido. Mas no filme é um cena fraca, com um Getúlio Vargas alheio ao que acontece.

O principal adversário do governo Vargas era Carlos Lacerda, o corvo. Lacerda é vivido por um Alexandre Borges em que falta a veemência dos discursos. Parece um adversário fraco para um presidente forte. O atentado contra sua vida inicia uma crise sem precedentes e ele aparece pouco, apenas em seu programa de TV. Lacerda tinha um jornal, A Tribuna da Imprensa, onde atacava o governo em suas colunas. Falta força a esse personagem.

A investigação do atentado, a prisão de Gregório Fortunato, chefe da guarda pessoal da presidência, como mandante e a repercussão da crise no governo, são bem conduzidas. É um passeio de personagens históricos – Tancredo Neves, Brigadeiro Eduardo Gomes, General Zenóbio da Costa – e tantos outros homens que continuariam a atuar em momentos importantes da história nacional.

O grande destaque do elenco é Drica Moraes e sua Alzira Vargas. Alzira era secretária do pai e uma personagem importante no governo. Suas reações ao agravamento da crise, sua participação combativa na última reunião ministerial e sua disposição em resistir aos golpistas montam um quadro bem próximo da realidade.

A opção pela ação concentrada no palácio do Catete é acertada, acrescenta em termos de realismo à narrativa. Era um filme com potencial de ser um grande thriller político e tem seus méritos – por isso e pela história que conta. Mas Getúlio termina apenas como um filme mediano.

Getúlio

Getúlio

Getúlio

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud