Filmes

12 Anos de Escravidão

12 Anos de Escravidão (12 Years a Slave, EUA, 2013) é baseado na história real de Solomon Northup, que foi sequestrado e forçado à escravidão, e escreveu sua história em uma autobiografia em 1853, contando como fez para sobreviver durante 12 anos até que conseguisse uma chance de escapar e voltar para sua família.

Dirigido por Steve McQueen, conhecido pelo excelente trabalho em Fome e Shame, o enredo é focado na luta de um homem por sobrevivência e liberdade. Na época pré-Guerra Civil dos Estados Unidos, Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor), um homem negro livre do norte de Nova York, é raptado e vendido como escravo. Diante da crueldade (personificada por um dono de escravos desumano, interpretado de forma enérgica por Michael Fassbender) e de gentilezas inesperadas, Solomon luta não só para se manter vivo, mas para manter a sua dignidade. No décimo segundo ano de sua odisseia inesquecível, Solomon encontra casualmente com um abolicionista canadense (Brad Pitt), que muda sua vida para sempre.

12 Anos de Escravidão

O elenco respeitável conta ainda com Paul Dano, Benedict Cumberbatch, Paul Giamatti, Alfre Woodard e Michael Kenneth Williams. Mas é nos desempenhos de Ejiofor e Fassbender que o filme tem seu maior destaque. Ejiofor é maravilhosamente simpático como Solomon. Sem dúvida todo mundo que assistir ao filme vai torcer por Solomon, esperando que ele consiga escapar e retornar para sua família, ainda que o roteiro mantenha as rédeas curtas sobre o personagem. Embora seja cativante, o filme se esforça mais para criar um personagem a ser idolatrado do que uma pessoa real, e não se aprofunda tanto em aspectos mais profundos, como o lado artista de Northup.

Da mesma forma, Fassbender é uma personagem criado para ser odiado. E você vai odiá-lo. O ator, sempre marcante em seus papéis, fornece um perfil rigoroso e desequilibrado para Mr. Epps, que é o principal antagonista. Epps é um bastardo maldito que gosta de torturar seus escravos e é obcecado por uma delas, Patsey (Lupita Nyong’o), que quanto mais se mostrava eficiente no trabalho, mais atraia a atenção dele de forma obsessiva e negativa. Fassbender é tão cruel com aquela barba avermelhada que se torna desprezível. E isso nos faz torcer ainda mais por Solomon.

O filme é conduzido com primor por McQueen, auxiliado por aspectos técnicos expressivos já vistos em trabalhos anteriores do diretor. Sean Bobbitt, seu diretor de fotografia habitual, apresenta o Sul do século XIX como um inferno escaldante, caracterizado por campos de algodão a perder de vista, dias ensolarados e quentes, e pântanos traiçoeiros, que estão sempre cheios de escravos em situações de pura desolação. Enquanto isso, a edição de Joe Walker favorece sutilmente o espaço entre tomadas e cenas que abordam temas paralelos. Da mesma forma, grande parte da trilha de Hans Zimmer é calma e suave, exceto quando Solomon é sequestrado e transportado para o Sul em uma balsa, quando a música se torna macabra como se fosse um filme de terror. O que faz certo sentido, já que o Sul Escravista é mostrado como um cenário de horror, onde Solomon encontra sulistas monstruosos cujo maior prazer é machucar, oprimir, estuprar e/ou assassinar quaisquer negros que cruzem seu caminho e/ou se oponham aos seus interesses.

12 Anos de Escravidão utiliza o tema da escravidão na época pré-Guerra Civil dos Estados Unidos como meio para abordar questões fortes sobre a condição humana. Interessante é que filme conta uma história não tão comum nos filmes sobre escravidão, por mostrar um homem livre que vive com sua família, mas é sequestrado e obrigado a viver novamente como um escravo em condições subumanas. É um filme forte e bem produzido, que retrata de maneira cruel a natureza desumana da escravidão e como isso é perturbador de se assistir.

12 Anos de Escravidão

12 Anos de Escravidão

12 Anos de Escravidão

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Inscreva-se no Canal

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud