Filmes

Jogos Vorazes: Em Chamas

História começa com Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) depois de voltar para casa como vencedora da 74º edição dos Jogos Vorazes junto com seu companheiro Peeta Mellark (Josh Hutcherson). Mas eles agora precisam embarcar numa espécie de tour da vitória pelos distritos, na qual Katniss percebe uma rebelião se formando. Por outro lado, a Capital continua soberana como regente da Panem e se prepara para a 75º edição dos Jogos Vorazes.

(The Hunger Games: Catching Fire) – Ficção Científica. Estados Unidos, 2013.

De Francis Lawrence. Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Lenny Kravitz, Elizabeth Banks, Stanley Tucci, Donald Sutherland, Toby Jones, Woody Harrelson, Jena Malone, Philip Seymour Hoffman e Amanda Plummer. 146min. Classificação: 12 anos.

Jogos Vorazes: Em Chamas


JOGOS VORAZES: EM CHAMAS – RESENHA

Iniciando quase que imediatamente onde o primeiro filme parou, a segunda parte de Jogos Vorazes, reduz um pouco os floreios estilísticos de seu antecessor e oferece um estilo visual mais simples enquanto se concentra em sua heroína relutante, Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence), e os desafios que ela deve enfrentar para se manter viva. Lawrence — agora uma estrela estabelecida em Hollywood, e adorada pelo público — se mostra fora das telas uma mulher normalmente teimosa, sincera e dedicada. Como uma jovem inteligente, esclarecida e propensa a falar o que pensa, Lawrence caiu nas graças tanto da indústria cinematográfica quanto dos fãs, e volta a incorporar a personagem principal da série de Suzanne Collins com ainda mais segurança do que antes. Imprevisível e ainda assim totalmente confiável, passional e corajosa, Katniss é uma força da natureza em cena.

Como campeã da edição anterior de Jogos Vorazes, e vista como campeã do povo, ela está agora enfrentando um dilema. Manter seu romance de fachada com Peeta Mellark (Josh Hutcherson), uma das razões para ambos terem saído vitoriosos, ou se render ao seu coração, que parece estar com outro, Gale Hawthorne (Liam Hemsworth), um amigo próximo, com quem ela cresceu. O filme, apesar de inicialmente indicar isso, não direciona sua história para uma espécie de tragédia shakespeariana. Em vez disso, a trama segue revelando à crueldade velada de seu mundo distópico, em que a busca pelo prazer atingiu níveis brutais em uma sociedade alienada e hedonista. Para manter esse status quo, Katniss é obrigada pelo Presidente Coriolanus Snow (Donald Sutherland) a manter a imagem do relacionamento perfeito entre ela e Peeta, a fim de evitar que uma rebelião tome forma nos 13 distritos. As pessoas devem acreditar nela para que a ordem seja mantida.

Entrando na briga agora estão algumas caras novas, que se revelam figuras-chaves para aumentar as apostas à medida que Katniss inevitavelmente torna-se uma esperança contra o regime brutalmente opressor de Snow. Philip Seymour Hoffman é o mais notável entre as adições, como Plutarch Heavensbee, um homem meticuloso, que toma o lugar de Seneca Crane como Idealizador-Chefe dos jogos, para atrapalhar Katniss durante a nova edição dos Jogos Vorazes. Leal, sempre com uma expressão fria de escárnio gelada, Hoffman é de uma presença assustadora, e aos poucos ganha uma profundidade surpreendente no enredo.

Esta segunda parte dirigida por Francis Lawrence, na verdade, está repleta de surpresas. Os jogos duram pouco, não tomam grande parte do filme como antes. Quando começam, ao invés de lançarem cada jogador um contra o outro, permite que eles sejam utilizados com novos contornos, orbitando a presença imponente que Katniss representa. Isso acontece porque o foco agora mudou.

Um dos méritos é que o filme se esforça para manter o suspense por trás de suas intenções. Lawrence, ao lado de um elenco consistente, nunca tem certeza do que eles terão que enfrentar a seguir — babuínos assassinos, nuvens de fumaça tóxica, tsunamis — e nem nós. Parece quase impossível acreditar que alguém sairá vivo dessa vez, inclusive a própria Katniss. Mas como eu disse, as surpresas e reviravoltas são várias, e provocam impacto significativo na história.

Jogos Vorazes: Em Chamas leva a franquia a um novo momento, mostrando que, com seu teor mais ferrenho e brutal, ainda se mantém urgente e relevante, tanto por seu enredo e personagens quanto pela mensagem que tem a passar, assumindo aspectos diferentes de outras franquias baseadas em livros para adolescentes e jovens adultos — como Harry Potter e Crepúsculo. — Katniss Everdeen encarna o duradouro espírito de luta de qualquer ser humano, homem ou mulher, que se recusa a ceder, apesar das chances estarem insistentemente contra ela. A corrupção é generalizada. E ela precisa sobreviver a um mundo devastado e esgotado, regido por leis atrozes, e governado por uma série de burocratas sem rosto, que estão interessados apenas em seus próprios interesses e nas riquezas que podem adquirir através deles. Tudo soa desconfortavelmente familiar. Não é de se admirar que Katniss tenha tanto prestígio entre o público. Ela nos inspira e representa nossos interesses, em larga escala, contra a tirania de uma máquina distópica. Jennifer Lawrence atingiu um momento em que está, realmente, pegando fogo.

Jogos Vorazes: Em Chamas

Jogos Vorazes: Em Chamas

Jogos Vorazes: Em Chamas

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Nível Épico em Imagens

Facebook

Google Plus