Música

Show de LOREENA MCKENNITT no Rio – Noite de Poemas, Estações e Contos de Fadas

Fotos: Rodrigo Spina

Loreena McKennitt no Rio

No dia 29 de outubro, Loreena McKennitt subiu ao palco do Citibank Hall, no Rio, para apresentar o show da turnê Journey So Far, no Brasil, que iniciou no dia 27 em Porto Alegre e terminou em São Paulo no dia 31. Pela primeira vez no país, a cantora, compositora, pianista, harpista (*respira* sim, ela é bizarra!), entre outras habilidades, consagra numa apresentação inesquecível os quase 30 anos de carreira, desde que lançou seu primeiro álbum “Elemental” em 1985.

Famosa por suas músicas celtas e por unir o “clássico” ao experimental, a cantora canadense já vendeu 14 milhões de álbuns e possui milhares de fãs pelo mundo, muitos deles cariocas pelo que pude ver no show. As mais diversas tribos foram em peso prestigiar a apresentação.

Em quase três horas, dividindo o palco com sete conceituados músicas tocando flauta, gaita de fole, violoncelo, guitarra, percussão, Loreena levou o público à loucura com as 21 músicas executadas com a mesma potência, ao mesmo tempo sutileza, beleza e transparência que podemos ouvir nos álbuns. Como a própria Loreena gosta de ressaltar, suas viagens foram as verdadeiras musas da cantora, que transpõe todas as suas experiências para a música e nos permite embarcar numa jornada épica de tradições e culturas ancestrais “pagãs”, rs.

Logo no início da apresentação, após uma abertura lindíssima de ”She Moved Through the Fair”, ”Mummer’s Dance” veio para emocionar o público e arrancou aplausos afetuosos. As lágrimas correram. Juro. Sou dessas. Impossível contê-las. Ainda no primeiro ato, Loreena executou títulos épicos como ”Bonny Portmore” — que já foi tema do Highlander 3, para quem se lembra e sabe que foi a única coisa marcante do filme, risos —, ”Marco Polo”, ”Caravanserai”, entre outras lindas.

Apesar do momento constrangedor em que a cantora teve que pedir ao público que desligassem suas câmeras, chegando até a interromper uma música pela metade para reforçar o pedido, o show transcorreu sem problemas. Sem mais sustos, ufa! No segundo ato, durante a apresentação de Santiago, o uso das câmeras foi liberado e os flashes disparavam sem piedade. Nossa. Tive que rir.

Sou amante da tecnologia, mas devo concordar com Loreena que há momentos que o avanço se torna um vício e os momentos únicos que precisamos desfrutar com nossos sentidos acabam se perdendo por conta das distrações, muitas delas causadas, sim, pela tecnologia. E infelizmente percebemos tarde demais o quanto eram importantes esses detalhes. Sem drama. Mas ela tem razão.

O show fechou com ”Old Ways”, particularmente uma das minhas favoritas, e o público — que esperou quase 30 anos para vê-la ao vivo — aplaudiu, chorou e se desesperou de felicidade. Quando o grupo retornou e executou mais duas músicas ”Tango to Evora” e ”Huron ‘Beltane’ Firedance” — para o deleite da galera — achei que o Citibank Hall ia desabar de tanta emoção. Foi uma noite de poemas, estações, fantasia e contos de fadas. Loreena é aquele pássaro que preenche uma floresta inteira cuja voz será ouvida até quando não existir mais florestas.

Foi lindo, gente.

SETLIST

SET ONE

She Moved Through The Fair

The Mummers’ Dance

The Star of the County Down

Bonny Portmore

Marco Polo

Night Ride Across the Caucasus

Down By The Sally Gardens

As I Roved Out

Dante’s Prayer

The Bonny Swans

Caravanserai

SET TWO

Full Circle

The Mystic’s Dream

Santiago

Dark Night of the Soul

Beneath A Phrygian Sky

The Lady of Shalott

All Souls Night

The Old Ways

ENCORES

Tango to Evora

Huron ‘Beltane’ Firedance

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



  • Gabriel Albuquerque

    Não a conhecia até uma semana atrás, quando por acaso a descobri num vídeo do youtube, e o que posso dizer? Me apaixonei. Virei fã. Porque não a conheci antes de outubro do ano passado? Teria feito de tudo pra ir ao show, mesmo não morando no sudeste. Ano que vem quando for ao Canadá espero conseguir assisti-la. Senti toda a emoção que ela deve ter proporcionado pelo seu texto.

Nível Épico em Imagens

Facebook

Google Plus