Animes

Os Novos 52: Action Comics

Os Novos 52: Action Comics

Os Novos 52: Action Comics

Os Novos 52: Action Comics

Os Novos 52: Action Comics

A proposta da DC Comics ao lançar os Novos 52 era reapresentar seus personagens para um novo público, que conhece seus personagens de outras mídias, mas não os acompanhava nos quadrinhos. Para isso, zerou todas suas revistas, recomeçando-as a partir do quinto ano da existência dos super-heróis dentro de seu universo. Para um deles, contudo, ela abriu exceção e resolveu recontar a origem e os primeiros dias, e claro que o escolhido só poderia ser o primeiro dos super-heróis: Superman!

Os Novos 52: Action Comics (The New 52: Action Comics, EUA, 2011) aproveita o mesmo título onde o herói fez sua estreia em 1938 justamente por contar as primeiras aventuras do personagem em Metrópolis, aproveitando ainda para revisar e atualizar grande parte de sua origem, com roteiro de Grant Morrison e arte de Rags Morales (com ajuda do Andy Kubert no traço das edições 5 e 6).

A principal mudança talvez seja na forma de abordar Clark Kent, pois é dada grande importância ao seu lado de jornalista investigativo e engajado. Na visão de Morrison, o Superman de 1938 tinha uma certa visão socialista de mundo, e aqui ele tenta recuperar isso, apresentando um Clark bastante contestador da ordem vigente, que poderia muito bem ter saído de um movimento como o Occupy Wall Street. Não à toa, a cena de abertura da série é com o herói invadindo um restaurante de luxo para enquadrar Glen Glennmorgan, o principal homem da mídia de Metrópolis. Essa postura, aliás, dá uma nova camada ao conflito entre Superman e o governo que tenta capturá-lo e estudá-lo.

Lois Lane e Jimmy Olsen são apresentados como amigos e rivais de Clark, e é curioso que a relação de amor entre Lois/Superman/Clark não acontece. Outro personagem com nova abordagem é Lex Luthor, que aparece menos vilanesco e mais como alguém que persegue seus objetivos de forma fria e até cruel, mas nunca simplesmente por ser malvado. Contudo, Luthor aqui é mais um coadjuvante, não sendo oponente do protagonista em momento algum.

A herança kriptoniana também é retrabalhada, mas em poucas páginas. Esse é um aspecto da origem que ainda poderá ser melhor explorado no futuro. Em compensação, os autores conseguiram amarrar bem uma trama envolvendo a cidade engarrafada de Kandor, o vilão Brainiac e a escolha do herói entre os humanos e os kriptonianos. Vale lembrar, ainda que a origem do novo uniforme (sem a cueca por cima da calça) serviu de inspiração para a origem do uniforme no novo filme do Superman – O Homem de Aço, o que demonstra a sintonia entre os departamentos de criação da Warner/DC. Aliás, apesar de não haver adaptações literais, muitos dos conceitos dessa série aparecem também no filme, então quem gostar de um deve gostar do outro também.

Um ponto a ser destacado são dois episódios especiais, um envolvendo a Legião dos Super-heróis, e outro, o Superman negro de uma Terra alternativa. Embora funcionem bem, elas são inseridas no meio da trama principal de forma meio aleatória, quebrando um pouco o ritmo da leitura de forma meio injustificada. Mas valem a leitura, e ajudam a acrescentar algo ao mito do Superman.

A recriação do primeiro dos super-heróis, visando sua atualização, funciona muito bem, sem deixar pra trás alguns aspectos tradicionais, mas também não ficando excessivamente presa ao passado. A equipe criativa de Action Comics adapta o Superman para o século XXI de forma inteligente e divertida, apresentando também um Clark Kent mais humano, facilitando a empatia e a identificação com o personagem. Desta forma, os autores ajudam o herói a iniciar mais uma jornada, e quem sabe conquistar novos fãs.

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Inscreva-se no Canal

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud