Filmes

O Massacre da Serra Elétrica 3D – A Lenda Continua

O Massacre da Serra Elétrica 3D – A Lenda Continua

O Massacre da Serra Elétrica 3D – A Lenda Continua

O Massacre da Serra Elétrica 3D – A Lenda Continua

O Massacre da Serra Elétrica 3D – A Lenda Continua

O que é clássico não se deve mexer, isso com certeza é o que se pensa quando um filme que todo mundo adora é refilmado, ganha uma continuação, prequel ou qualquer outra variação que possa mexer com aquilo que, para muitos, é perfeito. O Massacre da Serra Elétrica não é perfeito, muito longe disso, mas exatamente por ser tosco, ultra gore e tudo mais que agrada (e muito) os fãs de filme de terror, provoca um arrepio (ruim) na espinha quando notícias de que “um novo” Massacre da Serra Elétrica será filmado.

Temos o grande clássico de 1974, que deixou muita gente com medo, por ser baseado em fatos reais. Na verdade, pra realizar esse primeiro filme, Tobe Hooper, se inspirou em um massacre que aconteceu em San Antonio e nos crimes que o serial killer Ed Gein cometeu na década de 50. Com o filme nascia o ensandecido Leatherface, um maníaco que usava máscara de pele humana e matava pessoas com uma motosserra (a famosa “serra elétrica”). O sucesso do filme foi enorme e o tornou cultuado por todos os fãs de terror. Daí a combinação, sucesso, personagem icônico e ferramenta de culto, chamou a atenção de muitos, surgindo, dali pra frente, continuações, adaptações e até uma refilmagem. Em 1986 veio a continuação (extremamente tosca e, por isso mesmo, divertida) O Massacre da Serra Elétrica Parte 2, também de Tobe Hooper, com um pôster que parodiava a famosa comédia romântica O Clube dos Cinco. Em 1990, foi a vez de O Massacre da Serra Elétrica 3, no qual Leatherface tinha uma filha (?!). Em 1994, foi feito O Massacre da Serra Elétrica, o Retorno, lançado direto em vídeo aqui no Brasil. Então, em 2003, zeraram e começaram tudo de novo, com O Massacre da Serra Elétrica, dirigido pelo novato Marcus Nispel, um pouco mais sombrio, de trama um pouco diferente, mais sério e bem mais chato. Em 2006, Jonathan Liebesman decidiu contar como tudo começou, com a prequel O Massacre da Serra Elétrica: O Início, bem bacana, mas no mesmo molde da refilmagem.

Agora, em 2013, mesmo ano de lançamento da refilmagem de A Morte do Demônio (outro clássico do cinema de terror), surge um tipo de continuação para O Massacre da Serra Elétrica. O Massacre da Serra Elétrica 3D – A Lenda Continua (Texas Chainsaw 3D, EUA, 2013), ganhou esse adendo no nome aqui no Brasil para explicar que não é uma refilmagem e sim uma possível continuação para o que aconteceu lá em 1974. O grande lance desse filme (assim como do novo A Morte do Demônio) é que prestaram atenção ao que era feito nas décadas de 70 e 80 e conseguiram seguir a mesma linha: mortes horrorosas, muito sangue, vísceras, gore da melhor qualidade, e uma pitada ideal de bom humor.

Dirigido por John Lessenhop, essa continuação apaga os outros filmes pelo caminho e volta para 1974, quando aconteceram todos os assassinatos em Newt, Texas. Cenas do primeiro filme se mesclam à cenas novas, que mostram toda a família Sawyer sendo assassinada pelos moradores da cidade, que não aguentavam mais tanta tragédia. Apenas uma pequena bebê se salva e o monstruoso Jed, conhecido como Leatherface (Dan Yeager). Anos se passam e a bebê cresce e vai morar em uma cidade maior, com um emprego, amigos e um namorado. Um dia, a menina que sobreviveu, Heather Miller (Alexandra Daddario) recebe uma carta e descobre que herdou uma casa no interior do Texas, deixada por sua avó. Ao confrontar seus pais, Heather descobre que é adotada, mas eles não lhe contam que na verdade ela é descendente de uma família de assassinos. Heather decide ir até Newt receber sua herança. Com ela, vão seu namorado, Ryan (o rapper Trey Songz); sua melhor amiga, Nikki (Tanya Raymonde); e o namorado da amiga, Kenny (Keram Malicki-Sanchéz). No caminho ainda pegam um caroneiro, Darryl (Shaun Sippos).

Isso mesmo que você está pensando, clichê enorme. É quando começa a genialidade de Lessenhop! Ele pega esses personagens super clichês, que nasceram para morrer em filmes de terror, e mata todos. Quer dizer, quase todos, sobra a Heather, claro, e isso não é um spoiler, porque o filme está só começando.

Continuando a história, Heather herda uma mansão na parte mais afastada da cidade, mas ela não sabe que há mais alguém morando ali: seu primo maníaco, Jed, de quem sua avó cuidou todos esses anos. Sem querer, eles libertam Jed, que refaz sua máscara de pele humana, e mata um monte de gente. Só que ao libertar Jed, Heather acaba parando na polícia e descobrindo toda a verdade sobre sua família e sua verdadeira mãe. A partir daí, o filme ganha um outro tom, com algumas reviravoltas e Leatherface mostrando porque é ídolo dos fãs de filmes de terror.

Algumas curiosidades sobre o filme é que em nenhum momento se referem a Jed como Leatherface. Outra curiosidade, e nesse caso um pequeno deslize do roteiro, é o fato dessa trama acontecer depois do filme original. O problema é que toda a trama do filme original aconteceu em 1974 e agora vemos Heather aproveitando seus lindos 20 anos, em 2013, quando na verdade ela deveria ter quase 40. Mas isso não incomoda muito, talvez apenas aos preciosistas, porque no fim, o filme é pura diversão, sem muita pretensão e muito sangue.

É genial ver os personagens caírem em armadilhas típicas de filmes de terror, até perceber que essa era a intenção do diretor. Um desfile de clichês, que fazem você gritar com os personagens e se irritar com a burrice de cada um, traz de volta aquele sentimento antigo, quando os filmes de terror apenas eram muito divertidos e nojentos. Tudo isso combinado coma tecnologia atual e um Leatherface bem mais monstruoso (e inteligente), mostram que O Massacre da Serra Elétrica 3D – A Lenda Continua, A Morte do Demônio, O Segredo da Cabana e outros filmes de terror mais atuais, estão renovando o estilo exatamente por usar os melhores recursos do passado. Um retorno mais do que digno para Leatherface!

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud