Filmes

O Iluminado volta a assombrar Stephen King

O Iluminado Stephen King

Definitivamente O Iluminado é uma pedra no sapato do Stephen King. Primeiro, o diretor Stanley Kubrick decidiu fazer a adaptação para o cinema, mudando partes importantes do livro, que não agradaram nem um pouco o escritor, mas que na época não era tão poderoso para decidir se deixava ou não tais modificações acontecerem.

Mas no fim, O Iluminado é um grande clássico do suspense e terror, e não fica dúvida alguma de que é excelente. Os fãs de King até reconhecem que é um grande filme, mas não o entendem como uma boa adaptação do livro, que por seu lado é um clássico da literatura gótica moderna norte-americana. Já Stephen King ainda torce o nariz para o que Kubrick fez com seu livro e até aprovou uma versão para a televisão, bem fiel ao livro, mas com uma direção horrorosa, alegando que prefere essa adaptação do que a de Kubrick. Pura implicância.

Por conta disso e de, aí sim, versões horrorosas para obras de King, o escritor, quando se tornou poderoso, passou a controlar bem de perto toda e qualquer tentativa de adaptar algum livro ou conto seu. Como exemplo, sofremos até hoje com a eterna briga pela adaptação da sua saga A Torre Negra. É verdade que poucos são os filmes que valem a pena ver, porque poucos conseguem transmitir a mente de King para a telona.

Tão poderoso quanto Kubrick era na época, agora o escritor tem controle total de suas obras. Atualmente, King está à frente da produção da série Under the Dome, baseado em seu livro mais recente, e apesar de não ter se envolvido com o remake de Carrie, concorda com a escolha do elenco e da diretora. O que acontece é que finalmente tanto o mundo literário quanto a indústria cinematográfica entendem a importância do escritor dentro da cultura contemporânea. Além disso, os fãs de King, que cresceram lendo seus livros, agora estão em cargos importantes dentro dessas indústrias e sabem como tratar o Mestre do Terror com muito mais respeito.

Mesmo assim, parece que O Iluminado voltou para atormentar King. A Warner Bros, detentora dos direitos do filme de Kubrick, sempre teve a ideia de fazer uma prequel do filme, sendo que a Warner também é detentora de todos os direitos do livro, inclusive de uma parte cortada, que contaria um assassinato que ocorreu no Overlook muitos anos antes da família de Jack Torrance ir para lá.

Sobre essa pequena confusão, King explicou que é verdade que a Warner também detém os direitos do prólogo do livro, que foi cortado antes de sua publicação, e é esse prólogo que eles querem tornar em um filme. O escritor reconhece que seria um excelente filme de terror por ser uma história bem aterrorizante, explicando muita coisa sobre o Overlook. Contudo, ele não quer que aconteça, principalmente porque os direitos de O Iluminado voltaram para ele. Não ficou muito bem esclarecido porque ele não quer aceitar que o filme seja realizado, talvez ainda reste algum rancor por causa de toda a briga com Kubrick e a própria Warner no passado. Ou, talvez, o próprio King pense em produzir uma nova versão de seu ilustre livro. Mas isso é pura especulação de fã.

Toda essa discussão voltou a tona, porque Glen Mazzara, responsável pela série The Walking Dead, declarou seu desejo em levar o projeto a frente como roteirista. Curiosamente Mazzara tomou a frente de The Walking Dead depois que Frank Darabont deixou o projeto. Darabont tornou-se amigo de King depois de adaptar, com muita competência, alguns de seus livros para o cinema, com total apoio do próprio escritor, que, inclusive, adora a versão do diretor para O Nevoeiro. Estaria Mazzara tentando seguir os passos de seu antecessor? Aproximando-se do mestre do terror através de uma de suas obras mais famosas? Bom, se essa é a ideia dele, não é muito boa. Esse, sem dúvida, é um assunto muito delicado, uma briga antiga entre gente bem grande. King já afirmou que não vai se meter se tal prequel realmente acontecer, mas seria uma decisão que não o agradaria nem um pouco, com certeza.

Curiosamente, Stephen King lança ainda esse ano, a continuação de O Iluminado, o livro Doctor Sleep, que fala sobre a vida adulta de Danny Torrance, algo que também vem causando polêmica entre os fãs do escritor.

Enfim, se vai ou não existir uma prequel de O Iluminado, se King por fim concordará ou não, talvez seja muito cedo para saber. A verdade é que seria muito mais interessante se King decidisse se envolver com o projeto e escrever seu roteiro. Um presentão para os fãs, saber como começou a sangrenta história do Hotel Overlook.

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud