Animes

20th Century Boys

Nível Heroico

20th Century Boys

20th Century Boys

20th Century Boys

Depois de muita expectativa, finalmente chega ao Brasil o mangá 20th Century Boys (Japão, 1999), de Naoki Urasawa, pela editora Panini. Nele somos apresentados aos amigos Kenji, Yoshitsune, Keroyon e Maruo, sendo mostradas paralelamente suas aventuras na infância e na vida adulta. Sabemos ainda que, no ano de 2001, eles são considerados heróis por terem salvado o mundo de alguma catástrofe.

O grande mistério da obra envolve o personagem conhecido como “O Amigo”, e de que forma ele levou o mundo para a tal catástrofe que os heróis evitaram. O autor faz de sua obra um quebra-cabeça, que vai sendo montado cena a cena, nos três períodos temporais distintos.

Nesse início o grande destaque é a relação de amizade entre os protagonistas. As crianças são mostradas como tal, falando e se comportando como crianças. Os personagens coadjuvantes também são interessantes. Temos os gêmeos Yambo e Mabo; o colega Donki, que se tornou professor e se matou; e a misteriosa garota sem nome. Todos eles têm seu destaque e prometem brilhar no decorrer da trama.

Com a alteração do tempo, acompanhamos algumas reflexões sobre a passagem da vida, e como os sonhos infantis vão sendo abandonados em nome das necessidades mais mundanas que surgem com a vida adulta. Não à toa, o título do mangá remete a de uma canção de rock da banda T-Rex, que é daquelas de um só sucesso. Toda a rebeldia simbolizada por músicas como esta ou Jumpin’ Jack Flash, dos Rolling Stones, se tornam apenas apatia quando os personagens se tornam adultos. O garoto que comprou um violão contra a vontade dos pais é o mesmo adulto que se torna o administrador da lojinha da família, seguindo assim a tradição dos antepassados. Apesar de todas as referências ocidentais, os temas abordados não negam suas raízes nipônicas.

O primeiro número se preocupa mais com as apresentações e a ambientação do que com o desenvolvimento da trama. Os mistérios são lançados ao leitor, e o tom da abordagem dos temas pelo autor é introduzido. Apesar disso, o potencial de uma aventura ao mesmo tempo divertida e complexa nos deixa ansiosos para que o próximo número chegue logo. Por enquanto o nível é apenas heroico, mas não será surpresa se, ao final, este mangá atingir o nível épico!

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Inscreva-se no Canal

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud