Você Viu?

Monty Python: A Autobiografia de um Mentiroso – Festival do Rio 2012

Monty Python - A Autobiografia de um Mentiroso

Monty Python - A Autobiografia de um Mentiroso

Monty Python - A Autobiografia de um Mentiroso

Monty Python - A Autobiografia de um Mentiroso

“Normal” é um adjetivo que não pode ser empregado a nada ligado ao grupo Monty Python. Ao fazer um filme para homenagear Graham Chapman, um de seus membros morto precocemente de câncer de garganta no ano de 1989, não se poderia esperar um documentário careta onde todos elogiam o falecido. Agora, uma animação feita por 15 estúdios diferentes, com 3 diretores, utilizando o aúdio de um livro escrito por 5 autores onde o próprio morto é o narrador, aí sim podemos ver a cara do grupo de humor britânico.

O curioso sobre Chapman é que ele era abertamente gay, mas secretamente alcoólatra, uma figura enigmática que nem seus companheiros de humor conheciam bem. O filme Monty Python – A Autobiografia de um Mentiroso (A Liar’s Autobiography – The Untrue Story of Monty Python’s Graham Chapman, Reino Unido, 2011) ajuda a dar uma luz sobre sua personalidade.

Apesar de ser excêntrico, como boa parte das celebridades, o longa não procura retratar Chapman como um doidão, que se mete em escândalos a todo o tempo, e está sempre dando vexame. Pelo contrário, os co-diretores Jeff Simpson Ben Timlett e Bill Jones procuram fazer um retrato bem humano do biografado, com suas dúvidas e incertezas, criando um ponto de identificação entre seu protagonista e o público.

Usar animação como documentário traz algumas grandes vantagens: imagine poder retratar a visão de um cara bêbado em primeira pessoa, com a narração do mesmo. Ou retratar os conflitos internos do protagonista como se fossem uma luta de boxe dele consigo mesmo. Em vários momentos temos cenas absurdamente surreais, bem ao estilo Monty Python, e tudo isso dentro de um documentário. E ainda como destaque, a hilária participação especial de Cameron Diaz como Sigmund Freud.

Filme obrigatório para os fãs do Monty Python (e se você for esperto é fã deles), bem divertido e uma bela homenagem a Graham Chapman. Ao sair do cinema, ficamos com a impressão de conhecer melhor Chapman, mas ao tempo parece que ainda há mais para se saber dele, embora dificilmente seríamos capazes de descobrir quem ele realmente era. Só não se esqueça que o filme se trata apenas da autobiografia de um mentiroso, que não esperava ter que encontrar a Inquisição Espanhola.

Monty Python – A Autobiografia de um Mentiroso (A Liar’s Autobiography – The Untrue Story of Monty Python’s Graham Chapman)

De Jeff Simpson Ben Timlett e Bill Jones.

Com Graham Chapman, Terry Gilliam, John Cleese, Michael Palin, Terry Jones, Carol Cleveland, Justin McDonald, Cameron Diaz.

Reino Unido, 2011. 82 min.

Mostra Foco Reino Unido

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Inscreva-se no Canal

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

It: A Coisa

It: A Coisa

Planeta dos Macacos: A Guerra

Planeta dos Macacos: A Guerra

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Siga no Bloglovin’

Follow

Vem Com a Gente

Curta e Compartilhe

Aperte o Play

Nível Épico em Imagens