Você Viu?

Katy Perry divulga o filme documentário Part of ME no Rio

Katy Perry Coletiva

Katy Perry é uma atualmente estrela que brilha com força no firmamento do mundo musical. Em poucos anos de carreira, já vendeu mais de 75 milhões de músicas, obteve mais de 1 bilhão de visualizações no YouTube e foi nomeada a oito Grammy Awards.

Agora, depois de dublar a personagem Smurfete no filme animado Smurfs no ano passado, a cantora volta aos cinemas com o filme Katy Perry: Part of Me. Meio filme e meio documentário, Part of Me apresenta a jornada da cantora desde sua juventude, criada numa família de rígidos conceitos religiosos, até sua ascensão na carreira musical, que fez dela uma das atuais rainhas da música pop.

Numa entrevista que aconteceu no Hotel Fasano, no Rio de Janeiro, Perry falou com a imprensa sobre suas motivações para fazer o longa.

A cantora mostrou-se descontraída e agradável durante toda a entrevista e, apesar de não estar com sua característica cabeleira azul, estava LINDA COMO UMA PRINCESA. Sim, se a Katy Perry chega na sua frente, toda vestida de rosa e sorridente, É IMPOSSÍVEL não reparar nela! :)

Pra começar, Katy falou um pouco sobre por que decidiu gravar o filme — “Quando eu estava começando a turnê California Dreams eu senti que algo grande estava começando. Eu imaginei que eu seria capaz de tocar em tantos lugares grandiosos e para tanta gente. Então pensei que deveria documentar tudo isso. Sou guardando algumas coisas pra mostrar pros meus filhos”. (risos)

Ela também contou sobre a infância e como foi crescer num ambiente rigidamente religioso e não tão tolerante com suas escolhas — “Eu infelizmente cresci numa atmosfera de muita não-aceitação e intolerância. Eu nunca realmente entendi o porquê e sempre fazia perguntava quando era criança: Por quê? Por que eu tenho que viver pela fé? O que é fé? Eu era bem persistente e perseguia respostas divertidas, então quando decidi sair de casa e experimentar as coisas por mim mesma, eu descobri que aquela não era minha perspectiva, não era o que eu acreditava. Eu acredito em igualdade, tolerância e aceitação, não importa sexualidade ou aparência ou gostos pessoais. É nisso que acredito e hoje em dia meus pais são mais abertos, diferente de como eram as coisas antes. Acho que isso acontece quando seus filhos crescem, os pais param e pensam que talvez não precisem mais ser tão duros ou intensos. Minha com meus pais hoje é mais amigável”.

Foi por causa dessas experiências que Perry decidiu fazer do filme algo pessoal — “Eu não imaginava que seria tanto, porque muitas coisas naquele ano foram pessoais. Eu decidi deixar tudo no filme mesmo sendo difícil para eu assistir, porque eu espero que possa encorajar as pessoas em suas próprias vidas a fazerem coisas que elas acreditam ser únicas e ninguém mais consegue sentir como elas se sentem, mas se elas vissem que eu consigo, saberão que podem conseguir o que querem também”.

Um dos pontos importantes da vida pessoal de Katy Perry abordados no filme é justamente seu divórcio com o comediante inglês Russell Brand, que terminou o relacionamento com a cantora por mensagem de celular quando ela estava se apresentando aqui no Brasil, no dia de seu show em São Paulo. Katy também comentou sobre esse acontecimento e sobre colocar essas cenas tão dolorosas no longa — “Não é tão divertido ver aquilo tudo na tela, porque eu já passei por aquilo e é o tipo de coisa que só se deve vivenciar uma vez, mas eu achei que poderia compartilhar um exemplo com as outras pessoas. Eu tento lidar com tudo cuidadosamente e com o máximo de delicadeza possível. Eu não queria fazer um filme em que minha vida pessoal não estivesse lá, como se nunca tivesse acontecido. Eu também queria que os fãs me vissem um pouco mais como eu sou, não só aquela menina que curte rosa e gatos. Há mais do que isso… E eu não gosto mais de rosa”. (risos — especialmente considerando que ela estava TODA de rosa na entrevista. :D)

Sério Brand?! Como assim?! E por mensagem?! Ainda me pergunto como o cara teve coragem chutar UMA DEUSA COLORIDA E DIVERTIDA como a Katy Perry. E eu aqui! Ok, parei…

Mas os fãs dela nunca param… E a cantora falou sobre os fãs brasileiros, que a ajudaram com as dificuldades que ela enfrentou durante sua visita ao Brasil em 2011, no Rock in Rio e depois no show em São Paulo, no qual ela quase não entrou no palco — “Os brasileiros são um povo MUITO apaixonado. Eu sinceramente não sei o que vocês botam na água aqui! (risos) São bastante dedicados e intensos, de um jeito adorável. Eu pretendo voltar pra fazer show aqui e espero dar respostas em português, preciso aprender português rápido. (risos) Mas minha visita ao Brasil em 2011 foi uma parte importante desse filme, porque se vocês assistirem ao filme, vocês vão ver que eu precisei de algum apoio quando toquei no Rock in Rio e em São Paulo. E os fãs deram esse apoio, porque eu estava começando a quebrar. Meus fãs brasileiros estavam lá por mim e por isso achei importante trazer este filme aqui pessoalmente para eles, porque eles me cobriram quando precisei. Eu sempre voltarei ao Brasil com meus shows, porque eu tenho algo a compartilhar”.

Ela não é uma linda?!

No mais, Katy ainda considerou sobre a possibilidade de ser atriz algum dia, embora tenha ressalvas em fazê-lo — “Eu acho que seria interessante e divertido. Mas eu também acho que seria muito trabalho e eu não estaria totalmente apta a isso. Não é porque você é bom em alguma coisa que você é bom em todas as outras. Eu teria que estudar muito e me dedicar muito, coisas que são importantes pra mim ao fazer algum trabalho. Eu seria muito específica e cuidadosa. Eu realmente amo fazer música e não gostaria de me afastar disso para fazer filmes”.

Perguntada sobre o que estava vestindo e sua forma particular de moda, ela respondeu — “Isso é Valentino, mas não é meu, é alugado. (risos) Eu gosto de tocar e aparecer de diferentes formas, é como estar sempre mudando. Eu tenho algo como múltiplas personalidades quando se trata de moda. Como eu nem sempre tenho a oportunidade de conhecer todo mundo, eu espero que se eles olharem para mim dessa forma, poderão sentir e entender uma parte de mim. É como eu me apresento pras pessoas”.

Katy Perry ainda disse que tenta manter um equilíbrio entre levar as coisas a sério e se divertir… Mas que no fundo não se leva tão a sério e tenta fazer suas músicas da forma que gosta e se sente mais confortável. Na boa, continua assim que está bom. Com esse brilho e esse carisma E ESSA LINDEZA TODA, a vida realmente fica mais divertida.

Katy Perry: Part of Me estreia dia 3 de agosto nos cinemas.

[bb]

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



Inscreva-se no Canal

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

It: A Coisa

It: A Coisa

Planeta dos Macacos: A Guerra

Planeta dos Macacos: A Guerra

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Siga no Bloglovin’

Follow

Vem Com a Gente

Curta e Compartilhe

Aperte o Play

Nível Épico em Imagens