Cinema

Apollo 18

Apollo 18

Apollo 18 (2011) é um filme que tenta misturar elementos de documentários supostamente reais de terror com a ficção-científica. Parece uma mistura de A Bruxa de Blair (1999), Atividade Paranormal (2007) e REC (2007) tendo como pano de fundo a Lua. Não é, definitivamente, um filme para ser levado a sério, especialmente porque, em nenhum momento, consegue esbanjar o glamour das produções supracitadas.

O longa, dirigido por Gonzalo López-Gallego, em seu primeiro trabalho hollywoodiano, e produzido por Timur Bekmambetov, de Guardiões da Noite (2004) e O Procurado (2008), tem como base uma missão proibida na Lua. As imagens que compõem a trama seriam gravações reais feitas durante a expedição da Apollo 18. Lançada em 1972, a Apollo 17 teria sido a última viagem à Lua, mas, no ano seguinte, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos enviou dois astronautas (interpretados pelos não-creditados Warren Christie e Lloyd Owen) numa missão secreta. Apesar da NASA negar a existência de tal empreitada, muitos acreditam que esta missão é o verdadeiro motivo pelo qual o homem nunca mais tentou voltar à Lua.

Como dá para notar, a ideia central do filme se baseia na premissa que tudo aconteceu de verdade… e é neste ponto que o negócio desanda. Pela forma como tudo é apresentado, não dá para levar a sério. O longa não passa credibilidade. Em Atividade Paranormal, por exemplo, por mais que você soubesse que aquilo era ficção, no final, pairava uma dúvida se não tinha acontecido de verdade. Em Apollo 18, nem mesmo as imagens dos astronautas em momentos familiares conseguem fisgar ou comover, caindo apenas em situações clichês como o pai que está longe de casa e precisa escutar a voz da família para ter motivação de seguir em frente. Não há inovação. Aliás, os próprios protagonistas são mal apresentados e torna-se difícil sentir empatia por eles, a princípio. Todavia, se neste ponto o filme é falho, em outros, ele acerta.

A parte conspiratória e terrificante da trama demora um pouco a emplacar, mas desperta o interesse quando encontra seu ritmo. A tensão é bem trabalhada, especialmente no que diz respeito aos misteriosos alienígenas da Lua, que nunca são plenamente revelados. Porém, quando são revelados, o conceito por trás dos alienígenas não é dos melhores (me fez pensar em Chapolin… sério!). O elenco ajuda com atuações adequadas ao ambiente claustrofóbico em que estão inseridos. A qualidade ruim das imagens (considerando os equipamentos de filmagem da época) e os constantes problemas de estática e no som dão um toque especial, pois tornam a paisagem desoladora da Lua ainda mais sombria. O longa oscila entre seus erros e acertos e termina com um final previsível e que poderia ter sido evitado. Na ânsia de mostrar demais sobre a repercussão do caso, o desfecho acaba estragando um pouco do suspense desenvolvido ao longo da trama e ainda demonstra uma pretensão (ainda que ínfima) de prosseguir em uma continuação.

No fim, depois de tantos assuntos sobrenaturais, entre bruxas e demônios, explorados nos filmes documentários de imagens reais com baixo orçamento, Apollo 18 tenta trazer um novo alento para a ideia inserindo a ficção-científica na equação. Infelizmente, não consegue ser mais do que uma produção mediana, cujas pegadas dificilmente deixarão marcas duradouras.

Nível Básico



Compartilhe este Post

Posts Relacionados



  • TheMovieMaker

    Acabei de assisti-lo, achei muito fraco e monótono.

    • Eduardo

      Aos 57:52min da para ver as luzes de uma cidade provavelmente perto de algum deserto onde fizeram o filme…fraco demais!!

      • http://www.nivelepico.com/ Alan Barcelos

        Huahahaha… que bizarro.

        Não vi isso. Pior que dificilmente vou ver de novo pra constatar. =P

        Se algum dia passar na TV e eu não tiver fazendo nada, de repente vejo isso…hahaha ;-)

Inscreva-se no Canal

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

It: A Coisa

It: A Coisa

Planeta dos Macacos: A Guerra

Planeta dos Macacos: A Guerra

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Siga no Bloglovin’

Follow

Vem Com a Gente

Curta e Compartilhe

Aperte o Play

Nível Épico em Imagens