Você Viu?

Coletiva de Velozes e Furiosos 5: Operação Rio

O primeiro grupo de atores

O diretor e o elenco de Velozes e Furiosos 5: Operação Rio (Fast Five, 2011) reuniram-se com a imprensa para falar sobre o filme, que tem como cenário o Rio de Janeiro e teve várias cenas gravadas na cidade. A coletiva foi dividida em dois blocos, cada um com um grupo de atores. No primeiro, participaram: Vin Diesel, Paul Walker, Dwayne “The Rock” Johnson, Jordana Brewster e o produtor Neal Moritz. No Segundo, marcaram presença: Tyrese Gibson, Matt Schulze, Elsa Pataky, Sung Kang, Ludacris, Gal Gadot, Don Omar, Tego Calderon e o diretor Justin Lin. Os atores demonstraram simpatia e descontração ao lidar com os jornalistas, mesmo na abordagem de temas controversos. O mais descontraído era Vin Diesel, que já esteve outras vezes no Rio e está adaptado ao clima da cidade. Diesel se empolgou principalmente com a panicat Juju Salimeni, do Pânico na TV, que foi até a mesa e deu um beijo “selinho” no astro.

A grande questão da coletiva foi a escolha do Rio de Janeiro como cenário. Os atores falaram que gravar na cidade foi uma experiência agradável. Porém, quando questionados sobre a visão rasa e superficial do Rio apresentada no filme, eles disseram que tentaram mostrar o melhor possível da cidade e que o crime era uma parte do roteiro já característica à franquia, não necessariamente vinculado ao fato de ser no Rio de Janeiro. “Foi assim no Japão, no México e em outros lugares onde filmamos. Eu gostaria de parabenizar a polícia do Rio, acho que fazem um ótimo trabalho”, elogiou Vin Diesel, tentando reduzir as críticas. De acordo com Justin Lin, “a franquia não trata da realidade, mas de uma ficção que não se prende a uma cultura específica”. O diretor disse ainda que algumas partes da realidade num filme precisam ser mudadas em prol da história que se quer contar quando é necessário. Jordana Brewster, que é brasileira, defendeu a produção. “Não acho que o filme fale mal do Rio. Fiquei emocionada quando vi o Corcovado na tela. A cidade está linda! Tem crime sim, mas é pelo roteiro, não porque se passa no Rio.”, disse a atriz, que fala muito bem o português. “O Rio tem uma sensibilidade diferente dos Estados Unidos. A corrupção existe em todos os lugares do Estados Unidos, não é só no Brasil. Queríamos apenas mostrar Reyes com um vilão corrupto e rico capaz de conseguir tudo o que ele quer, inclusive comprar policiais. Não fizemos um documentário, mas um filme de ação”, concluiu o diretor aparentemente incomodado com algumas perguntas.

O segundo grupo de atores

Outro ponto delicado foi a escolha do elenco, que não contava com atores brasileiros, exceto Jordana. O principal antagonista, Hernan Reyes, é interpretado pelo português Joaquim de Almeida, enquanto a Policial Militar Elena Neves é interpretada pela espanhola Elsa Pataky. “Fizemos uma seleção e escolhemos os mais adequados para o papel. Colocar uma européia no lugar de uma brasileira foi uma decisão que tomamos. Foi assim em Tóquio e na República Dominicana nos filmes anteriores”, disse Justin Lin. A atriz espanhola, por sua vez, disse que gostou da experiência e até entende um pouco do português, mas que não precisou treinar muito porque no filme ela não tem muitas cenas em que fala o idioma. O diretor afirmou que ele tentou mostrar o lado bom dos policiais do Rio através da personagem de Elsa.

Velozes e Furiosos 5 foi filmado no Rio de Janeiro no ano passado, mas as cenas da ação foram gravadas em Los Angeles e Porto Rico, algo que, para os cariocas, será facilmente perceptível. Justin Lin contou que foi difícil rodar as cenas com carros nas favelas e ruas da cidade, por isso, a produção optou por não gravar todas as cenas aqui. Vin Diesel também falou sobre o assunto. “Seria um problema, pois teríamos que fechar as ruas e criar um caos na cidade.”, disse o ator.

Vin Diesel

Apesar das polêmicas, os entrevistados acreditam que o longa vai aumentar o turismo na cidade, como fez com a República Dominicana quando Velozes e Furiosos 4 foi rodado lá. “Quando filmamos na República Dominicana, o turismo aumento em 80%. Vamos ver como vai ser por aqui”, especulou Vin Diesel. O ator ainda ressaltou que ele nunca tinha visto uma estreia internacional como esta de Velozes e Furiosos 5. “O Brasil está crescendo no mercado internacional e estamos aqui por sua importância para a indústria do cinema hoje”, completou Neal Mortiz. “Não vai demorar para que um filme dos Estados Unidos seja totalmente rodado aqui”, concluiu Paul Walker.

Neste quinto filme, Brian (Paul Walker) e Mia (Jordana Brewster) libertam Dominic (Vin Diesel) da polícia e fogem para o Rio de Janeiro. Para conquistarem definitivamente a liberdade, eles decidem executar um último serviço, mas acabam envolvidos com Hernan Reyes, um homem inescrupuloso que comanda o crime na cidade. Para dificultar as coisas, eles ainda são perseguidos pelo agente federal Luke Hobbs (Dwayne Johnson), conhecido por nunca ter perdido um serviço. Para terem alguma chance, eles decidem reunir uma equipe, que traz de volta personagens clássicos das edições passadas da franquia.

O final do longa ainda deixa um ponto em aberto para uma continuação. Segundo Justin Lin, a produção do sexto filme já está caminhando e ele pretende que seja a conclusão da série.

Velozes e Furiosos 5: Operação Rio estreia dia 6 de maio nos cinemas brasileiros.

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



  • lisis cristina dos santos

    foi o melhor filme da série,nunca tinha
    reparado na capasidade de vin diesel como
    don antes.adoro os velozes e furiosos.

    • http://www.nivelepico.com/ Alan Barcelos

      Pois é Lisis, apesar de algumas falhas aqui e ali, é um bom filme de ação e ainda tem o lado nostálgica de trazer os antigos personagens da franquia junto. Também me diverti assistindo. =)

  • Tarcísio Rosa

    Nessa foto. Safadeeeeeeenhoooooooo !!!!

  • Tatiana

    O filme, de fato, eh bom.
    Pode ser o melhor dentre os demais. Porem, acho um erro como residente do RJ e como turismologa essa imagem erronea e altamente forcada do RJ, numa das primeiras cenas do filme entre um policial ( militar da aeronautica), nao me recordo o posto e o The rock onde o mesmo, esboca a rrogancia em dizer ao brasileiro para “para nao se meter na operacao dele” !
    Em que país, ele acha q tem essa autonomia? Desculpe, soh nos EUA. Aqui nao!

    • http://www.nivelepico.com/ Alan Barcelos

      Realmente, existem algumas coisas ali que podem incomodar e são difíceis de ignorar.

      Mas, acho que a proposta do filme nunca se preocupou muito com representar fielmente a realidade da cidade que é mostrada. Isso aconteceu até mesmo com Los Angeles e em cidades do México, Japão ou República Dominicana (retratadas noutros filmes).

      Como você disse, o filme é bom. O negócio de Velozes e Furiosos é aceitá-lo como o filme de ação descerebrado que é, e se divertir com isso. :-D

  • http://twitter.com/LeAG1977 Leandro Arona

    E o Rio, cujo governo e população em geral que gostam de vender ao país e ao resto do mundo uma imagem da cidade que pouco tem a ver com a realidade?

Inscreva-se no Canal

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

It: A Coisa

It: A Coisa

Planeta dos Macacos: A Guerra

Planeta dos Macacos: A Guerra

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Siga no Bloglovin’

Follow

Vem Com a Gente

Curta e Compartilhe

Aperte o Play

Nível Épico em Imagens