Animes

O Escudo do CAPITÃO AMÉRICA – Indestrutível? Talvez Nem Tanto

O escudo do Capitão América

O Capitão América é um super-herói criado por Joe Simon e Jack Kirby nos anos 40 para as histórias em quadrinhos da Marvel Comics — que na época ainda se chamava Timely Comics. — Sua história acompanha um homem frágil chamado Steve Rogers, que aceita se submeter a um projeto experimental a fim de ajudar os Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial, recebendo o soro do super-soldado e se transformando no Capitão América. Seu traje é uma representação do ideal patriótico norte-americano que o herói representa e sua arma é um escudo indestrutível — ou quase —, que ele pode usar como defesa e também pode ser arremessado como uma arma. Inicialmente o escudo era triangular, mas depois assumiu a aparência circular que conhecemos hoje em dia.

Uma grande questão, no entanto, sempre esteve presente quando pensamos no herói e em seu escudo supostamente indestrutível.

Qual é o material usado na construção do escudo do Capitão América?

O escudo é construído com vibranium, um metal alienígena encontrado somente em Wakanda — nação de origem do Pantera Negra — e que possui propriedades únicas capazes de absorver vibrações. O escudo foi produzido pelo Dr. Myron MacLain, metalúrgico contratado pelo presidente Franklin D. Roosevelt para criar uma armadura indestrutível que pudesse ser útil durante a guerra. O experimento de MacLain foi realizado em conjunto com uma liga de ferro experimental — é aqui que entra a história do adamantium.

Durante muito tempo foi dito que o escudo indestrutível era composto por uma liga de vibranium com adamantium. Isso estabelecia uma contradição, já que o adamantium somente foi desenvolvido depois que o Capitão América reviveu de seu estado de animação suspensa, durante as experiências falhas do Dr. MacLain para duplicar o material do escudo.

Essa primeira aparição da composição vibranium-adamantium do escudo apareceu na descrição do Capitão América no Manual Oficial do Universo Marvel (1982), em que o adamantium era descrito como “ferro-vibranium”. Os dados do manual foram reproduzidos por vários autores que o utilizaram como referência ao longo dos anos, motivo pelo qual a confusão acabou se espalhando. Uma tentativa de corrigir essa controvérsia foi mostrada na revista Capitão América #303-304 (1985), que estabelecia que o escudo era feito de vibranium e uma “liga de ferro experimental”, mas isso não impediu a repetição da descrição “vibranium-adamantium” em várias histórias do herói.

Classificar o escudo como sendo de adamantium não está completamente errado, já que foi a própria Marvel que se enrolou na hora de descrever o item — algo que aliás é bastante comum nas histórias da editora —, mas é o vibranium que concede ao escudo suas capacidades incomuns. O material permite-lhe absorver praticamente todo o impacto cinético de quaisquer golpes que recebe sem ferir o Capitão América no processo.

O metal ainda teria uma leve influência na forma como o Capitão lança o escudo contra os inimigos, permitindo que o herói o faça ricochetear em objetos ou paredes próximas para atingir múltiplos inimigos sem que haja perda de velocidade da arma. Claro que isso desafia bastante as leis da Física em muitos aspectos. Mas estamos falando de histórias em quadrinhos de super-heróis. Da Marvel. O que você esperava? Certamente não é o lugar ideal para leis da física. E para falar a verdade, quem se importa? Eu quero mais é ver o escudo ricochetear insanamente e acabar com os caras maus.

Mas eu sei que você ainda pode estar sedento por alguns detalhes mais esclarecedores sobre o escudo. A Marvel sabe como essa questão de ricochete, energia cinética etc. é complicada. Afinal se o escudo absorve energia cinética, teoricamente, ele não deveria ricochetear. Deveria bater e cair. Talvez sim, talvez não, quem sabe. Ainda assim a editora tentou ao longo dos anos criar maneiras de tornar o ricochete mais (digamos) aceitável.

Em geral, o ricochete do escudo é atribuído à destreza aprimorada (pelos super-poderes) do Capitão América. É questão de jeito. Não de força ou do material do escudo. É o jeito como o Capitão atira o escudo que faz com que ele ricocheteie e volte para a mão do herói. O metal colabora com o ricochete, mas não totalmente. Além disso, apesar da destreza do Capitão América com seu escudo, também existe uma explicação na revista The Avengers 06 (1964), publicada recentemente no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel: Os Vingadores nº 01, pela editora Panini (Os Poderosos Vingadores Encontram os Mestres do Terror). Nessa HQ, o Homem de Ferro cria um dispositivo com um poderoso magneto, que faz com que o escudo retorne após ser lançado. A explicação provavelmente foi uma tentativa de oferecer um pouco mais de credibilidade para essa habilidade de ricochete do escudo.

Quanto à indestrutibilidade do escudo… Isso é outra das confusões da Marvel que muitas vezes são solucionadas de formas esdrúxulas. Segundo consta, o escudo já foi danificado quatro vezes, mas em todas essas ocasiões, o escudo foi submetido a forças cósmicas poderosas capazes de modificar a matéria em escala massiva. Um desses casos foi quando Thor usou a força de Odin para golpear furiosamente o escudo durante um crossover que mostrou o embate entre o deus nórdico, o Homem de Ferro e os Vingadores. Em todas as vezes que foi destruído, o escudo foi restaurado por alguma força mística superior ou simplesmente reapareceu reconstruído sem qualquer explicação e como se nada tivesse acontecido.

Como tudo na Marvel, existem muitas razões para as características do escudo do Capitão América. Além das supracitadas, existem muitas outras histórias sobre o famoso item. Se eu fosse escrever sobre todas, esse texto ficaria gigantesco. Eu continuo com minha defesa: o escudo é feito de vibranium com adição de uma liga experimental de ferro — que não é necessariamente o adamantium. — Você deve ser sua própria forma de encarar o escudo. E o que importa mesmo é isso, a diversão das conversas que esses heróis nos proporcionam. Isso sim é um tremendo ricochete. Se for o caso continuamos o assunto nos comentários.

Compartilhe este Post

Posts Relacionados



  • scOOby_Pacheco

    hahahaha num é que você fez mesmo? hahaha Bom…vejamos…
    Como você disse a marvel mesmo não sabe explicar porra nenhuma hahaha, mas vamos pensar… Em algumas historias dizem que o vibranium fica vulnerável quando absorve raios gama (que é emanado pelo Hulk, que já deu muita porrada no escudo) se fosse só de vibranium ao cair na porrada com o verdão esmeralda, o escudo se quebraria no segundo golpe.
    E por outro lado, dizem que a única coisa que é capaz de suportar um golpe das garras de adamantium do wolverine é o próprio adamantium (há controvérsia quanto a isso, mas enfim… é a marvel).
    Seguindo por essa lógica, o escudo deveria ser feito, sim, da mistura dos dois metais. Seria então, um fortalecendo o outro.

    …OU NÃO! o_O

    hahahaha Mas legal o post, falou e cumpriu! ;P

  • Xiko do Couto

    Por essas e por outras que só lia(agora, no máximo, mangás) DC.

  • Alan Barcelos

    scOOby_Pacheco…falei que ia fazer o post e cumpri. Estava um pouco eufórico na hora, mas lembro do que eu disse…rs!

    Seguinte, não sei exatamente quais os efeitos que os raios gama têm no escudo. Porém, é dito que poucas armas são capazes de ferir o Hulk e, dentre elas, estão o escudo do Capitão América e as garras do Wolverine.

    Além disso, o vibranium é tratado como um metal alienígena, então poderia facilmente ter propriedades para resistir até mesmo aos raios gama ou ao adamantium.

    Mas, é como eu disse antes, com a Marvel é difícil ter certeza de qualquer coisa…rs.

    Obrigado.

    Abs.

  • Alan Barcelos

    Oi Xiko…

    Admito que tenho uma preferência maior pela Marvel do que pela DC. Mas ambas têm seus problemas.

    Essa questão de continuidade e contradição é comum nas duas editoras.

    Um grande problema da DC, por exemplo, é as milhões de versões para histórias e heróis que são criados com a milhões de Terras do multiverso. Além disso, tem a questão deles adorarem matar seus personagens para trazê-los de volta um mês depois.

    Porém, ainda gosto de algumas histórias da DC, principalmente às do Lanterna Verde.

    Gosto de mangá também, mas não leio muito. Prefiro ver os animes. =)

    Obrigado pelo comentário.

    Abs.

  • scOOby_Pacheco

    Eu não sou muito fã de mangá, gosto mais de Hq's. Apesar de sempre ter lido muito mais os quadrinhos do DC, com o Batman, eu sempre gostei do primeiro escalão da marvel.

    Saudade da época da editora abril! =T Hoje em dia é muita cor e desenhos bonitos, pra pouco conteúdo, mas isso é papo pra outras horas de discussão tomando uma gelada! hahhhahaha

    abs.

  • Alan Barcelos

    Fala scOOby_Pacheco…

    Verdade…a época da editora abril foi uma boa época para a Marvel, mas atualmente a ideia que a editora implantou de trabalhar com sagas fechadas está indo muito bem.

    As últimos sagas (por exemplo: Invasão Skrull, Hulk Contra o Mundo, Guerra Civil, Reinado Sombrio) foram muito legais.

    O problema é acompanhar as revistas, já que são milhões de publicações diferentes para cada herói (ou grupo de heróis). Isso é que me faz ter saudade das épocas antigas.

    Obrigado pelos comentários.

    Abs.

  • Rafael "Lupo" Monteiro

    Quer dizer então que o @scOOby_Pacheco não estava errado… Ele só estava numa cronologia diferente! =)

  • Alan Barcelos

    Fala Rafael…

    Pois é, o @scOOby_Pacheco não estava totalmente errado, mas nós também não estávamos.

    Como deu pra perceber, nessa questão do escudo existem várias controvérsias (coisas da Marvel..rs).

    No fim, é tudo questão de interpretação. =)

    Obrigado pelo comentário.

    Abs.

  • http://www.ophicinadecomunicacao.com.br Luis Henrique

    Assim como na grande questão universal – as meias Vivarina podem ser cortadas com facas Ginsu? – a armadura do Homem de Ferro aguenta golpes do escudo do Capitão?

    • http://www.nivelepico.com/ Alan Barcelos

      Pois é, Luis Henrique, esta é realmente uma questão complexa. Mas, acho que o escudo conseguiria fazer algum estrago na armadura do Homem de Ferro.

      Vale dizer que o Capitão América praticamente venceu o Homem de Ferro na Guerra Civil, embora tenha se entregado para acabar com o confronto.

      Quem sabe no filme dos Vingadores, em 2012, não rola um confronto rápido entre estas duas potências…rsrs… eu sei, é improvável, mas seria divertido. =)

      • gustavo

        Sinto informar mas isso só rola no capitão america 3 guerra civil, que sai esse ano (2016)

    • Marcola

      Então o material do escudo do Cap pode causar sim danos na armadura do Stark, masssss, seria necessária uma extrema força pra isso, pq a armadura não é indestrutível como o escudo do Cap, mas também é muito resistente (uma liga de titanium e ouro).

  • felipe coelho

    fazer o que é a Marvel u.u ate um pouco difícil de entender … gostaria que você fizesse um post a respeito da Marvel versus a DC Comics…

    grato ^^

    • http://www.nivelepico.com/ Alan Barcelos

      Tá aí… É uma boa ideia. Vou ver se escrevo sim. Obrigado! :)

  • VINICIUS SAKIHARA

    ééé…acho que é simples identificar o “problema”, mas também acredito que (agora), seja complicado resolver…
    A Marvel teve um problema durante a criação das histórias e dos “fatos-conceitos reais”, por exemplo, a questão do material mais resistente. O adamantium, o vibranium e etc.. agora está um pouco complexo para explicar…
    Espero que vocês entendam o que eu quero dzer….

  • Victor

    Vamos ver se vocês podem tirar uma dúvida que me assombra enquanto nerd:

    Se o escudo do Capitão é feito de uma liga vibranium, material que absorve qualquer impacto, dispersando a energia cinética, como é que ele ricocheteia ao bater em outros objetos? Afinal, se ele absorve ou dispersa energia cinética, ele não deveria bater e cair (uma vez que o que causa o ricochete é a energia cinética que é “devolvida” pelo objeto atingido, segundo a 3ª lei de Newton)?

    • Victor

      Só um acréscimo à minha pergunta: supondo que o vibranium absorva a energia cinética, como é que as balas que atingem o escudo ricocheteiam? Não deveria acontecer exatamente o que ocorre na cena do primeiro filme do Capitão, quando a Peggy Carter atira no escudo e as balas caem aos pés do Steve Rogers?

      • http://www.nivelepico.com/ Alan Barcelos

        O normal é o que acontece no primeiro filme, como você falou.

    • http://www.nivelepico.com/ Alan Barcelos

      Em geral, o ricochete do escudo é atribuído à destreza aprimorada (pelos super-poderes) do Capitão América. É questão de jeito. Não de força ou do material do escudo. É o jeito como o Capitão atira o escudo que faz com que ele ricocheteie e volte para a mão do herói. O metal colabora com o ricochete, mas não totalmente. Além disso, apesar da destreza do Capitão América com seu escudo, também existe uma explicação na revista The Avengers 06 (1964), publicada recentemente no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel: Os Vingadores nº 01, pela editora Panini (Os Poderosos Vingadores Encontram os Mestres do Terror). Nessa HQ, o Homem de Ferro cria um dispositivo com um poderoso magneto, que faz com que o escudo retorne após ser lançado. A explicação provavelmente foi uma tentativa de oferecer um pouco mais de credibilidade para essa habilidade de ricochete do escudo.

  • Dacianny Bessa

    Parabéns você explicou exatamente o que eu queria saber… obrigada!!!

Inscreva-se no Canal

Resenhas Populares

Rogue One: Uma História de Star Wars

Rogue One: Uma História de Star Wars

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Raw

Raw

Capitão Fantástico

Capitão Fantástico

O Homem nas Trevas

O Homem nas Trevas

Nível Épico em Imagens

Google Plus

Facebook

SoundCloud